Foto: Leitor da Agência Sertão | Reprodução

A população de Caetité está há dias sem água portável nas torneiras. A crise hídrica na cidade foi justificada pela Embasa, empresa responsável pelo fornecimento de água no município, como consequência da manutenção da Adutora do Algodão.

A moradora Célia Duarte, no Bairro Ovídio Teixeira afirma que são mais de oito dias sem água. “Moro no Bairro Ovídio Teixeira, no entanto,  a falta de água é praticamente em todos os bairros. Aqui na minha casa são oito dias, mas tem bairros que são treze e vinte dias sem água.” explica a moradora.

Um outro morador que não foi identificado, colocou em forma de protesto, panelas e utensílios de cozinha sujos na porta da Embasa. A foto foi divulgada nas redes sociais.

A falta d’água na cidade no final do ano é um problema recorrente, antes a justificativa da empresa responsável pelo fornecimento de água era a ausência da Adutora para transportar água do Rio São Francisco. Em 2016, foi inaugurada a segunda etapa da Adutora que beneficia o município de Guanambi e Caetité.

A estrutura  que abastece a cidade é  formada por seis estações elevatórias, cinco caixas de passagens, três unidades de reservatório e cerca de 90,5 quilômetros de tubulação, entre adutoras e redes de distribuição. E constantemente passa por manutenção, no dia 18 de outubro a Embasa emitiu uma nota que dizia:

Se você gosta do conteúdo da Agência Sertão, colabore para o aprimoramento do nosso Jornalismo a partir de R$ 10 por mês e seja um assinante - Saiba como!

 

“A Embasa informa que, para possibilitar a manutenção emergencial em trecho da Adutora do Algodão, o fornecimento de água em Caetité e nas localidades rurais de Maniaçu, Brejinhos das Ametistas e Morrinhos passará por mudanças temporárias na distribuição”.

A nota ainda ressalta – “durante o período, a Embasa recomenda que a população utilize de forma racional a água armazenada nos reservatórios domiciliares, evitando o desperdício e adotando os devidos cuidados com a água armazenada”.

A Agência Sertão entrou em contato com a Embasa e em nota, ela afirmou que o fornecimento de água será normalizado em até 72h. “Após um problema operacional afetar o funcionamento da Adutora do Algodão durante o final de semana. As equipes da Embasa estão promovendo intervenções necessárias na rede distribuidora com o objetivo de equilibrar o sistema até a completa regularização do fornecimento de água prevista para acontecer gradativamente pelo período de 72 horas”, afirma na nota.

A empresa ainda ressaltou que não procedem as informações que estão circulando nas redes sociais sobre possível racionamento no sistema de abastecimento da cidade de Caetité.

Nota da Embasa | Divulgação

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui