Voltou a chover forte em Belo Horizonta na noite desta terça-feira (28) e as cenas de carros arrastados pelas enxurradas voltaram a ser vistar na capital mineira.

Segundo dados da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), localizada no Cercadinho, choveu 152 mm entre às 20h e as 23h na cidade. Em outras regiões da cidade o volume voltou a superar os 170 mm.

Vídeos que circulam na internet mostram a correnteza arrastando carros e alagando estacionamentos nos bairros São Bento e Lurdes.

Em Nova Lima, na Região Metropolitana, um homem morreu após uma casa desabar no bairro Chácara dos Cristais. Chovia forte no momento do desabamento. Bombeiros tentaram resgatar a vítima mas o óbito foi inevitável.

Desde a última semana, 54 pessoas morreram no Estado em decorrência dos danos causados pelas chuvas intensas. Além da capital, os fortes temporais causaram inundações em cidades do interior do Estado. Os casos mais complexos estão concentrados na Zona da Mata e na região Leste.

Na região Norte do Estado o alerta é para o aumento da vazão do rio São Francisco. Na cidade que leva o mesmo nome do rio, a vazão chegou a mais de 6.000 m³/s e o nível ultrapassou os 8 metros nesta terça-feira.

A água da chuva que cai sobre a região central do Estado é escoada pelo rio das Velhas, sua foz fica abaixo da cidade Pirapora.

Acumulado do mês próximo a 1.000 mm

O acumulado registrado nos 28 dias de janeiro chegou aos 960 mm. Segundo o Clima Tempo, a média de chuva para janeiro em Belo Horizonte é de 329,1 mm. O volume registrado até agora é quase três vezes maior do que isso.

Este acumulado corresponde a 60% da média anual de chuvas na cidade que é de aproximadamente 1600 mm.

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui