Reprodução

O ano letivo de 2020 foi iniciado nesta quarta-feira (5) nas 35 unidades de ensino municipais de Guanambi. Um fato no entanto chamou a atenção de pais, alunos e professores – as dispensas estavam vazias e faltou merenda em algumas destas unidades.

Por esta razão, as aulas nesta quinta-feira foram realizadas em apenas dois horários. Foi o caso da Emei Edsa Fernandes Santana Laranjeiras, cujos os alunos do turno matutino só tiveram aulas entre às 7h30 e às 9h30 e do vespertino entre 13h30 e 15h30.

Segundo um servidor da Secretaria Municipal de Educação ouvido pela Agência Sertão, o desabastecimentos das dispensas aconteceu devido ao atraso na finalização da licitação para aquisição dos gêneros alimentícios usados no preparo das merendas. A situação no entanto deve se normalizar na próxima semana.

De fato, o resultado da licitação na modalidade pregão presencial para contratação de empresa visando a aquisição de gêneros alimentícios perecíveis e não perecíveis foi publicado na edição desta quinta-feira (6), do Diário Oficial do Município de Guanambi.

Foram licitados quase 100 gêneros como arroz, feijão, carnes, leite em pó, entre outros ingredientes usados na elaboração do cardápio escolar. Várias empresas participaram do certame e venceram os vários itens licitados.

Vencida a fase dos recursos, a prefeitura irá homologar o resultado final e realizar a contratação das respectivas empresas vencedoras, para só assim iniciar o abastecimento das dispensas das unidades de ensino.

Além da licitação para aquisição dos gêneros perecíveis e não perecíveis, a prefeitura de Guanambi realizou nesta quinta-feira a abertura das propostas de uma chamada pública que visa contratar a aquisição de alimentos direto da agricultura familiar.

Também nesta quinta-feira, a prefeitura divulgou o resultado do Registro de Preços para futura e eventual contratação de empresa para aquisição de refeições para eventos, palestras e seminários realizados pelas secretarias. Uma única empresa participou do certame e ganhou os dois lotes, totalizando mais de R$ 250.000,00.

A prefeitura no entanto não tem a obrigação de contratar todo o serviço nesta modalidade de contratação. A empresa irá executar o fornecimento das refeições de acordo com a demanda solicitada pelo município.

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui