Foto: Edu Vale/Agência Sertão

Foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado (Doe), a portaria que regulamenta a transformação do Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira no Centro Integrado de Educação (CIE) de Caetité.

Segundo o documento assinado pelo secretário Jerônimo Rodrigues, o CIE é classificado como unidade escolar de porte especial, vinculado a Superintendência de Educação Básica, para ministrar o ensino médio, a partir de 2020, com finalidade de promover inovações pedagógicas em processos curriculares e de gestão escolar, aprimorar os processos formativos de docência em articulação com Instituições de Ensino Superior – IES.

O projeto do CIE de Caetité contará com a articulação entre a Uneb, o Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep), o Instituto de Educação Anísio Teixeira (IEAT) e o Instituto de Aplicação.

Os primeiros Complexos Integrados de Educação foram implantados nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Itamaraju, em 2016. Naquela região, a ação conta também com a participação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

Em Caetité, a transformação do colégio em CIE coincide com as comemorações dos 120 de Anísio Teixeira, um dos mais ilustres filhos do município. O Governo do Estado instituiu o projeto “2020, ano Anísio Teixeira” para realizar uma série de atividades alusivas ao educador no estado. A criação do CIE é uma deles.

Segundo a Secretaria Estadual de Educação, o CIE é composto por Centro de Ensino Médio Integral (CEMI); Centro Noturno de Ensino (CNE, ou CENEB – Centro Noturno de Educação da Bahia); Centro de Formação Docente Continuada (CF-DoC); Colégio Universitário (CUNI).

A pasta informa ainda que trata-se de um complexo que reúne ensino superior, formação docente e cogestão de escolas de ensino médio e ensino noturno, mediante forte ligação das práticas pedagógicas neles realizadas.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui