Divulgação / Cemig

Com a diminuição das chuvas nas cabeceiras do rio São Francisco e seus afluentes, a vazão de entrada de água no lago da barragem da Usina Hidroelétrica de Três Marias também diminuiu.

No fim da noite deste domingo (8), a afluência se equiparou à defluência e o volume de água estava estabilizado em 96% de capacidade, segundo dados divulgados pela Cemig. Depois de receber mais de 4.000 m³/s na semana passada, a vazão de entrada chegou a 2.065,6³/s, menor do que a defluência que estava em 2.066 m³/s.

As previsões meteorológicas apontam que não deve chover com muita intensidade no Centro-Oeste mineiro. Para os próximos 10 dias, o acumulado de chuva não deve passar dos 30 mm em toda a região.

No Norte e Noroeste de Minas, onde estão os rios a jusante de Três Marias, ainda deve chover significativamente em várias localidades, com acumulados que podem passar dos 100 mm. Por esse motivo, o nível do rio São Francisco deve continuar subindo. Na Bahia, o nível máximo da cheia deve ser atingido a partir da próxima quarta-feira (11).

Abertura das Comportas após oito anos

O vertimento começou no dia 28 de fevereiro, com a abertura parcial das comportas. Na última quinta-feira (5), a vazão foi ampliada para pouco mais de 2.000 m³/s. A empresa prevê o fechamento das comportas até a próxima sexta-feira (13). Desde 2012 este procedimento não era adotado na hidroelétrica.

Não houve registros de alagamentos nas cidades ribeirinhas. No entanto, populações de várzeas e de ilhas precisaram deixar suas casas em alguns pontos ao longo do rio. Apesar da estabilização da vazão em Três Marias, o nível continuará subindo no Norte de Minas e Bahia.

A Cemig informou que analisa dados meteorológicos combinados com os registros hidrológicos de vazão dos rios formadores do lago para tomar a decisão de abrir as comportas antes que se atinga 100% do volume. Este planejamento evita alagamentos e mantem o nível do reservatório mais próximo do seu máximo ao fim do período chuvoso.

Em Pirapora, o nível máximo do rio São Francisco foi de 3,57 metros, atingido na sexta-feira (6). Após o pico, o nível se estabilizou na cada de 3,45. Já em São Romão, abaixo da foz do rio das Velhas e do rio Paracatu, o nível continua subindo, chegando a 8,41 metros na madrugada desta segunda-feira (9).

Em Malhada, na Bahia, divisa com Minas Gerais, o nível saltou de 3,98 metros para 6,45 metros em uma semana. A expectativa dos moradores é de que o rio continue subindo e que jogue água nas lagos próximas às margens.

Já no Nordeste do Estado, o lago da Barragem da Usina Sobradinho espera por toda a água dispensada por Três Marias. O volume da usina está em 52,65%, maior volume desde 2014.

As previsões de longo prazo apontam que ainda pode voltar a chover em várias partes da bacia do rio São Francisco até o fim do mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui