Mesmo com a pandemia do novo Coronavírus, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu manter o calendário das eleições 2020. Por essa razão, secretários municipais que desejam candidatar a vereador devem efetuar a desincompatibilização até o próximo sábado (4), quando faltará seis meses para o pleito.

Em Guanambi, pelo menos dois secretários deixarão os cargos esta semana. Na pasta de Agricultura e Meio Ambiente, Hélio Pereira, o Lelé, já foi exonerado e vai voltar para sua cadeira na Câmara de Vereadores, onde foi eleito para o seu segundo mandato. O político deve se candidatar para mais um mandato.

Na saúde, André Moitinho deixa a pasta para tentar ser eleito vereador em outubro pelo PSD. Ele anunciou que esta terça-feira (31) foi seu último dia sob o comando da secretaria, onde atualmente coordena as ações de combate ao Covid-19.

Segundo informações obtidas pela Agência Sertão, nos bastidores da prefeitura especula-se o nome de Maycon Alves Araújo, atual diretor do Hospital Municipal, para a Saúde. A decisão final no entanto será dada pelo prefeito Jairo Magalhães nos próximos dias.

Já para a Agricultura e Meio Ambiente, ainda não há especulação de nome para ocupar o cargo vago. Na Câmara de Vereadores, Fausto Azevedo deixa e titularidade e vai para suplência com a volta de Lelé ao legislativo.

Até o próximo sábado, muitas definições ainda devem ocorrer visando o pleito eleitoral de outubro. Especula-se que o vereador Zaqueu, atual presidente da Câmara, deve deixar PDT e se filiar ao DEM, para caminhar junto ao ex-governador do Estado e ex-prefeito de Guanambi Nilo Coelho. Já Lelé, ao contrário do noticiado antes, negou à reportagem que tenha a intenção de mudar de grupo político. (atualizado às 17h05).

O prazo para filiação partidária para quem pretende concorrer às próximas eleições também termina no próximo sábado (4).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui