Mais um secretário municipal foi exonerado da Prefeitura de Guanambi nesta quinta-feira (2). Agora são quatro pastas com cargos vagos na administração municipal.

Desta vez, que se desligou da prefeitura foi o ex-vereador Paulo Costa (PCdoB), até então secretário de Esporte Cultura e Lazer. À Agência Sertão, ele disse que pode se candidatar a vereador nas eleições de outubro.

O político que já foi candidato a prefeito de Guanambi foi nomeado para o cargo em julho de 2018.

Na terça-feira (31), Hélio Pereira “Lelé” (PSD) saiu da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, voltou à sua cadeira na Câmara de Vereadores e deve concorrer à reeleição. No dia seguinte, André Moitinho (PSD) foi exonerado da Secretaria de Saúde para ser candidatar a vereador.

Também na quarta-feira (1º), o vice-prefeito Hugo Costa (PSD), irmão de Paulo, deixou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A saída dos quatro secretários coincide com a exigência de descompatibilização da justiça eleitoral. Quem ocupa secretarias deve deixar os cargos seis meses antes do pleito eleitoral para poder se candidatar a vereador. Já quem planeja se candidatar a prefeito ou vice-prefeito pode ficar no cargo até quatro meses antes.

Mesmo diante da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o Tribunal Regional Eleitoral (TSE) manteve o calendário eleitoral. O órgão acredita que as eleições devem ocorrer sem mudanças em outubro.

Mudanças na Política

Algumas mudanças na composição dos grupos políticos foram definidas nos últimos dias. Além do prazo de descompatibilização, termina no próximo sábado (4) o prazo para filiação partidária.

O grupo do ex-governador e ex-prefeito Nilo Coelho (DEM) recebeu a filiação e três vereadores que compuseram a base de sustentação do prefeito Jairo Magalhães (PSD). Carlos Jackson “Loló” (PDT), Fausto Azevedo (PSB) e o presidente da Câmara Zaqueu Rodrigues (PDT) se filiaram no DEM. Fausto voltou à suplência com a volta de Lelé à Câmara.

No mesmo dia, no outro espectro politico, também ocorreram mudanças. o prefeito Jairo Magalhães, o vereador Lelé e o ex-secretário de Saúde André Moitinho se filiaram ao PSD. O vereador Agostinho Lira, antes aliado de Nilo Coelho, deixou o PSDB e também se filiou ao PSD, mesmo partido da deputada estadual Ivana Bastos e do deputado federal Charles Fernandes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui