Equipe médica desembarca paciente com Covid-19 na estação de trem Gare d'Austerlitz, em Paris, na França, na quarta-feira (1) — Foto: Thomas Samson/Pool via Reuters

O novo Coronavírus (Covid-19) fez seu maior estrago em um só dia na França. Segundo as estatísticas oficiais, 1.355 pessoas tiveram mortes confirmadas em decorrência da doença somente nesta quinta-feira (2).

Segundo o diretor-geral de saúde da França, Jérôme Salomon, os registros elevados de mortes no dia se deve ao fato de terem sido contabilizadas 884 pessoas que morreram em asilos. Salomon disse que o número de mortes em residências para pessoas da terceira idade é parcial, porque nem todas as casas enviaram os seus dados. Há ainda 14.638 casos confirmados ou suspeitos da doença nesses espaços.

Até então, o recorde de registros mortes em um só dia era dos Estados Unidos, com 1.019 mortes na quarta-feira (1º). No dia seguinte, foram 968 confirmações de mortes em território Americano.

Com os números desta quinta, chegam a 5.387 o número de mortes na França. Esta estatística coloca o país em quarto lugar no mundo em número de mortes.

O país registra nesta quinta, segundo a Universidade Johns Hopkins, 59.929 casos de pessoas com Covid-19. No total, são 26 mil hospitalizados na França, dos quais 6.399 em terapia intensiva. São 382 a mais por dia, uma taxa de aumento que vem diminuindo desde segunda-feira. Esse número excede a capacidade inicial de acolhida, que era de 5.000 leitos na França, no início da crise.

Itália continua liderando a tragédia humana causada pelo novo Coronavírus, com 13.915 no total, seguido da Espanha com 10.348 e dos Estados Unidos com 6.075.

Na China, onde ocorreu o primeiro caso da doença tem 3.318 mortes, pouco mais do que no Irã, onde segundo os dados divulgados pelo governo local morreram 3.160 pessoas.

Também foi nesta quinta-feira que o número de infectados superou a marca de um milhão e de óbitos a marca de 50 mil. No fechamento do dia, 1.015.466 casos confirmados e 53.190 óbitos registrados em todo o mundo. Os casos de pessoas curadas da doença passam de 210 mil.

A boa notícia é que cerca de 220 mil pessoas infectadas pelo Covid-19 já foram curadas e não apresentam mais sintomas da doença. Até o momento, não existe vacina aprovada nem tratamento médico cientificamente comprovado para a doença. A principal medida adotada pelos países e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter o avanço da contaminação é o isolamento social.

Os dados são do Worldometer, equipe internacional de desenvolvedores, pesquisadores e voluntários com o objetivo de disponibilizar as estatísticas mundiais.

O Coronavírus

O coronavírus (COVID-19) é uma doença infecciosa causada por um novo vírus que nunca havia sido identificado em humanos.

O vírus causa uma doença respiratória semelhante à gripe e tem sintomas como tosse, febre e, em casos mais graves, pneumonia. É possível se proteger ao lavar as mãos com frequência e evitar tocar no rosto.

A principal forma de contágio do novo coronavírus é o contato com uma pessoa infectada, que transmite o vírus por meio de tosse, espirros, gotículas de saliva ou coriza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui