Reprodução

A Prefeitura de Guanambi publicou um novo decreto nesta segunda-feira (6), autorizando a abertura do comércio varejista de atacado e varejo, com exceção de bares, restaurantes e lanchonetes, que continuam restritos apenas ao serviço de entrega em domicílio.

O novo decreto veio após forte pressão de empresários do setor varejista, que justificam a necessidade de abrir seus negócios para cumprir com seus compromissos com fornecedores e empregados. A regulamentação exige que medidas preventivas sejam tomadas para resguardar clientes e funcionários.

O decreto prorrogou até 30 de abril a suspensão de aulas na rede pública e privada e até o dia 20 a proibição de eventos culturais, religiosos e esportivos. Ainda foi permitido o serviço de mototaxi, desde que o passageiro use capacete próprio.

Na tarde desta segunda-feira (6), foi realizada uma reunião com presença de empresários, do prefeito Jairo Magalhães e da direção da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) para elaborar uma proposta de funcionamento do comércio. A reunião resultou na criação de uma comissão econômica, regulamentada em outro decreto também publicada em edição extra do Diário Oficial.

Os comerciantes presentes na reunião solicitaram a abertura do comércio de forma restrita e prometeram tomar medidas para evitar aglomerações, controlando a entrada e a saída de clientes dos estabelecimentos. Eles também prometeram fornecer EPi´s para os colaboradores, intensificar a limpeza das lojas, disponibilizar álcool gel para os clientes, e organizar filas com distanciamento de pelo menos 1,5 m entre os consumidores, entre outras medidas. Todas estas exigências estão descritas no decreto.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Datafolha, 76% dos entrevistados em todo o país acreditam que o distanciamento social é mais importante neste momento para prevenir mortes.

Na cidade, até o momento, 65 casos suspeitos foram notificados, sendo que 54 já foram descartados, 7 aguardam resultados e 4 aguardam a coleta do material para análise.

Veja os decretos

Os casos mais próximos do novo Coronavírus foram registrados em Brumado (140 Km) e Vitória da Conquista (280 Km). Cada um destes municípios têm sete casos confirmados da doença. Ainda nesta segunda, a prefeitura de Vitória da Conquista revogou um decreto que flexibilizava o funcionamento do comércio na cidade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui