Registro de cúmulos em Guanambi no dia 10 de outubro de 2020 - Foto: Leandro Santos para a Agência Sertão

O período chuvoso atual teve acumulados superiores a 1.000 mm em algumas localidades da região de Guanambi. Os volumes chegam a ser 40% maior do que a média histórica do município, de 720 mm e até 80% do volume acumulado no ano passado.

As regiões com maiores volumes acumulados estão em áreas próximas ao distritos de Morrinhos, em Guanambi, como acumulados superiores a 1.000 mm e em Guirapá, distrito de Pindaí, com volumes de até 1.100 mm, segundo moradores das regiões.

Estas regiões fazem parte da bacia do rio Carnaíba de Dentro, curso d’água onde está o barramento que forma o lago da barragem de Ceraíma, que atingiu 99% de sua capacidade de armazenamento.

Também há registros de chuvas acima de 1.000 mm em localidades da bacia do Riachão, formador do lago da barragem do Poço do Magro, que atingiu 66% de sua capacidade após as chuvas da semana passada.

No centro de Guanambi, o pluviômetro da Agência Sertão registrou acumulado de 797 mm, 200 mm a mais do que o registrado pelo mesmo pluviômetro há cerca de um ano. Apesar do volume significativo, a chuva foi mal distribuída, com pouca precipitação nos últimos meses de 2019 e volumes mais expressivos em 2020, principalmente em janeiro.

Segundo o pecuarista Luiz Carlos Fernandes, o volume de chuvas registrado em Guanambi em 12 anos. Ele registrou 815 mm em sua casa, na bairro Aeroporto Velho. A última vez que choveu acima dessa marca foi em 2008, quando foi registrado acumulado de 1.030 mm, volume que só perde para o ano de 1992, quando foram registrados 1.210 mm.  O pecuarista registra as chuvas na cidade há 46 anos.

Ele é o principal responsável pela vinda do meteorologista Paulo Etchichury todos os anos à cidade. Etchichury foi homenageado com o título de cidadão guanambiense em agosto do ano passado. Em sua palestra na ocasião, o meteorologista acertou a maior parte do seu prognóstico que indicava atraso do início chuvoso e a intensificação das chuvas a partir de janeiro.

Os modelos meteorológicos apontam que o período chuvoso está chegando ao seu fim na região. Ainda há previsão de pancadas de chuva na região pelo menos até a próxima quinta-feira (23), no entanto, os volumes previstos são pouco significativos e podem ocorrer de forma isolada.

Nesta segunda-feira (20), as temperaturas mínimas e máximas começaram a registrar quedas. Pela manhã, a mínima foi de 20ºC, com sensação térmica de 18ºC e a tarde a máxima foi de 27ºC. A mudança na temperatura há pouco mais de um mês do início do inverno indica também o começo do período seco na região. As temperaturas devem continuar caindo nos próximos dias e o calor característico da região começa a dar uma trégua.

Distribuição das Chuvas em Guanambi – 2019/2020

Outubro – 42mm
Novembro – 14mm
Dezembro – 49mm
Janeiro – 338mm
Fevereiro – 60mm
Março – 177mm
Abril – 117 mm

Fonte: Pluviômetro da Agência Sertão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui