Leitor Agência Sertão

A barragem de Ceraíma chegou a 100% de sua capacidade nesta segunda-feira (27). A última vez que este fato foi registrado foi há exatos 28 anos e três meses. Mesmo sem chuvas nos últimos 10 dias, as águas que escorrem das montanhas da Serra Geral pelo rio Carnaíba de Dentro e seus afluentes foram suficientes para terminar de encher todo o reservatório.

Diferente do ocorrido em 1992, a capacidade máxima de armazenamento do lago foi atingida ao fim do período chuvoso e por esta razão, não há risco de enchentes como ocorrido no passado. A quantidade de água vertida foi minima comparada com o que ocorreu naquele ano, quando continuou chovendo bastante após o início do vertimento.

Na ocasião, choveu muito forte nas vertentes do rio e a água subiu rapidamente. Muitos bairros e áreas rurais de Guanambi foram afetados, pontes foram arrancadas e a cidade ficou ilhada. Muitos moradores ficaram desalojados após a água invadir as residências.

Desta vez, o nível da barragem subiu lentamente. Após subir mais de um metro após as últimas chuvas, a água continuou subindo poucos centímetros por dia até atingir o vertedouro na manhã desta segunda-feira (27).

Faltando cerca de 3 centímetros para alcançar o nível de vertimento, a barragem chegou a “sangrar” por alguns minutos, mas não tempo suficiente para o cinegrafista Onílio Jr, da TV Beija-Flor, fazer o registro, repetindo o feito histórico de 1992. Após saber que a barragem estava começando a transbordar, ele solicitou a autorização da Codevasf e foi até o local, no entanto, o registro foi do vertedouro ainda úmido, mas sem escorrer a água. Como não ventava, a água estava estabilizada no limite.

“Se fosse no ano passado, ou retrasado, sangraria por mais tempo, mas como voltou a irrigação e existem infiltrações na parede do sangradouro, a quantidade de água que sai a partir de agora, depois de quase duas semanas sem chuva, é igual ou superior à quantidade que o rio Carnaíba de Dentro traz”, disse Onílio.

O chefe do escritório da Coodevasf em Guanambi, Hudson Faria, também acredita que o nível da água vai se estabilizar e começar sua trajetória natural de queda até o início da próxima estação chuvosa. Ele reforçou o apelo para que as pessoas não invadam a área da barragem, afim de prevenir acidentes e de não comprometer a estrutura do barramento.

Foi grande o movimento de pessoas nos últimos dias com a barragem cheia. No último dia 19, um homem de 39 anos se afogou após entrar na água para nadar. O corpo foi localizado no dia seguinte por uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros.

O período chuvoso iniciado em outubro foi bastante significativo para a recuperação da barragem. No início de dezembro, o armazenamento era de 58%, tendo aumentado quase 21 milhões de metros cúbicos no período. Em Guanambi, à jusante de Ceraíma, o acumulado no período registrado pelo pluviômetro da Agência Sertão no centro da cidade é de 797 mm.

Moradores das regiões dos distritos de Morrinhos, em Guanambi, e Guirapá, em Pindaí, registraram acumulados variando superiores a 1.100 mm. São nessas localidades que estão localizadas as principais vertentes do rio Carnaíba de Dentro.

Veja também:
Rio São Francisco termina com cheia a década mais seca de sua história
Barragem de Sobradinho tem maior cheia em 8 anos
Antes de ficar pronta, barragem de Ceraíma se rompeu em 1960

Construída na década de 1960, a Barragem de Ceraíma armazena a água usada na produção agrícola do perímetro irrigado do distrito de mesmo nome, principalmente na fruticultura. No final da década passada, a barragem passou por sua maior seca, chegando próximo ao volume morto, interrompendo a atividade de irrigação no local.

Em 2019, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) concluiu a revitalização do perímetro de irrigação e os proprietários dos 112 lotes voltaram a ter água para tocar suas atividades.

Poço do Magro, outra barragem de Guanambi, chegou a 69% de sua capacidade. Na semana passada, o volume era correspondente a 66% da capacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui