A Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Educação (CME) de Guanambi realizaram, na manhã desta quinta-feira (30), uma coletiva de imprensa com o objetivo de esclarecer medidas adotadas, no âmbito da educação, no cenário de pandemia decorrente do novo Coronavírus (Covid-19).

A reunião ocorreu no Centro de Treinamento Pedagógico (Cetep), com a participação do Prefeito Jairo Magalhães, secretária de educação – Maristela Cavalcante, Vanuza Ferreira da Equipe Pedagógica, Welton Castro da Equipe Pedagógica e tecnológica, Irene Cotrim – Representante do Conselho Municipal de Educação e Marly Eva Bernardo – Representante Municipal dos Professores.

Na pauta da coletiva foram discutida novas ações inerentes a Secretaria Municipal de Educação, dentre elas a logística da entrega dos gêneros alimentícios perecíveis e não perecíveis da merenda escolar aos alunos da rede municipal de ensino.

A medida foi sancionada na última segunda-feira (27), por meio do decreto nº 745 de 2020 que dispõe sobre a manutenção do abastecimento e distribuição de gêneros alimentícios de merendas escolares da rede pública de ensino.

A secretaria de educação, Maristela Cavalcante reiterou sua fala à agência Sertão na terça-feira (28), informando que já havia sido feita uma reunião com o conselho de alimentação escolar e ficou definido que os kits de merenda (arroz, feijão, flocão, óleo, açúcar e farinha, além de alguns produtos da Agricultura Familiar) serão distribuídos para todos os alunos, um total de 12.104.

De acordo com a secretária, serão utilizados um valor mensal de R$ 8,92, por aluno, com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e a prefeitura fará uma complementação. De acordo com Jairo Magalhães a complementação pode chegar a R$ 20,00 por aluno.

Além disso, a distribuição será feita nas escolas, pelos diretores de cada unidade e a perspectiva é que as entregas iniciem na semana que vem. A secretária pontuou que, os kits serão entregues por classe especificando que o dia e horário serão informados previamente aos pais, por meio do whatsapp, telefone ou outro meio se necessário.

O prefeito disse que a expectativa é que sejam entregues mil kits por dia. Questionado em relação a logística de entrega aos alunos da zona rural, Magalhães destacou que ainda não havia pensado na distribuição específica do respectivo público, no entanto, afirmou que caso não haja disponibilidade de deslocamento dos pais, os kits serão levados exclusivamente as comunidades.

Outra pauta discutida foi a volta as aulas na cidade. O último decreto relacionado ao enfrentamento da Covid-19 estipulava a paralisação das aulas até a próxima segunda-feira (4). No entanto, a secretaria alertou que a tendencia é que o município acate a determinação estadual que prorrogou em mais 15 dias a não realização de aulas presenciais na Bahia. Desse modo, Cavalcante acredita que a perspectiva de retorno ficará para o dia 18 de maio.

Por fim, os componentes da mesa foram questionados em relação a disponibilização de conteúdos no cenário de isolamento social. Welton Castro da Equipe Pedagógica e tecnológica respondeu que a preocupação maior não se trata de qual tecnologia utilizar e sim se essas tecnologias abrangerão todo o púbico alvo, incluindo deficientes e educação de Jovens e Adultos.

Castro destacou que a equipe pedagógica e o Conselho Municipal de Educação já estão viabilizando algumas parcerias tecnológicas, no entanto, ele afirma que existe uma necessidade de utilizar ferramentas não tecnológicas como impresso, uma vez que nem todos tem acesso as tecnologias digitais. Além disso, ele destacou que esses conteúdos não computarão como carga horária, mas como atividades complementares, como culturais, afetivas, de cuidados psicológicos e físicos.

No final da tarde desta quinta-feira (30), a Prefeitura publicou no Diário Oficial duas portarias e uma resolução referentes a coletiva de imprensa.

Confira:

PORTARIA Nº 46 DE 30 DE ABRIL DE 2020

Institui Comissão Especial para distribuição e controle de gêneros alimentícios da merenda escolar para os alunos da Rede Municipal de Ensino, em decorrência do estado de emergência e da pandemia do Coronavírus e estabelece outras providências.

PORTARIA Nº 48 DE 30 DE ABRIL DE 2020

Dispõe sobre a criação de Equipe de Articulação Educacional do Sistema Municipal de Ensino de Guanambi para as ações educacionais decorrentes da situação de pandemia do Coronavírus (Covid-19).

RESOLUÇÃO Nº 01 DE 29 DE ABRIL DE 2020

Orienta as instituições integrantes do Sistema Municipal de Ensino de Guanambi sobre o desenvolvimento das atividades educacionais enquanto permanecerem os atos decorrentes do isolamento social como medida temporária e emergencial de prevenção de contágio pelo Coronavírus (COVID-19) e sobre a reorganização dos Calendários Escolares e a reposição de aulas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui