Reprodução

Um estudo com um novo medicamento para combater o coronavírus começará a ser testado nos próximos dias, pela Coalizão Covid Brasil, conforme publicação do site Uol. Em entrevista ao programa “Bastidores do Poder”, da rádio Bandeirantes, a coordenadora de UTI do Hospital Beneficência Portuguesa, Viviane Cordeiro Veiga, comentou sobre o experimento com a tocilizumabe. Ainda de acordo com a publicação, uma pesquisa francesa já apresentou bons resultados de testes feitos com a substância.

“O tratamento será feito com o medicamento tocilizumabe em um grupo de 150 pacientes hospitalizados por covid-19 que tenham alterações específicas de saúde, como a alteração na tomografia de tórax, comprometimento pulmonar, alterações de exames laboratoriais que possam sugerir um perfil de maior gravidade”, disse.

Conforme a publicação do site, a doutora ressaltou que a droga é atualmente utilizada em pacientes que possuem artrite reumatoide e que será analisada se haverá uma diminuição na inflamação causada ao organismo pela covid-19.

“Essa droga atua em uma das substâncias inflamatórias que o organismo libera diante dessa resposta à infecção pelo covid. A droga vai agir para tentar diminuir a resposta inflamatória e, com isso, vamos avaliar o benefício do tratamento nesses pacientes”, detalhou.

Questionada sobre as diferenças entre a hidroxicloroquina e a tocilizumabe, a médica alertou que nenhum medicamento ainda tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

“São situações extremamente diferentes, são mecanismos de ações diferentes, hoje não temos nenhuma droga que tenha sua eficácia comprovada com segurança para infecções por coronavírus. Além da hidroxicloroquina, outras drogas têm sido estudadas e a tocilizumabe é uma das drogas que vamos investigar para esse grupo de pacientes”, finalizou.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui