Reprodução

As atividades de atendimento externo da Policlínica Regional de Saúde de Guanambi continuarão suspensas por 30 dias, podendo ser prorrogada por vontade dos municípios consorciados.

A decisão foi tomada pela assembleia dos municípios que integram o Consórcio Regional de Saúde realizada na manhã desta quinta-feira (14), na sede da unidade em Guanambi.

De acordo com o site Iguanambi, após um amplo debate entre os chefes do executivo municipal, secretários municipais e profissionais técnicos de saúde do Consórcio, chegou-se à conclusão de que a reabertura da Policlínica mesmo com restrições e cronograma, iria provocar aglomeração e circulação das pessoas.

Durante o encontro os prefeitos cobraram dos representantes da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), que participaram do evento através de vídeo conferência, um maior apoio do governo do estado para região, já que os municípios estão arcando praticamente sozinhos com as medidas de combate à Covid-19, além de outros problemas como falta de respiradores, estrutura de atendimento do Hospital Geral de Guanambi (HGG) e Barreiras sanitárias em Urandi porta de entrada de outros estados para toda região.

O presidente do Consórcio Regional de Saúde e prefeito de Urandi, Dorival Barbosa, pontua que é lamentável que toda estrutura de saúde fique fechada com tantos procedimentos importantes. Barbosa destaca que diante do quadro delicado, inclusive com casos confirmados na região não seria prudente trazer as pessoas de 22 municípios para circularem e colocá-las em risco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui