Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (20), que a atriz Regina Duarte vai deixar o comando da Secretaria Especial de Cultura. Em vídeo publicado nas redes sociais, o presidente afirmou que ela vai assumir a gestão da Cinemateca de São Paulo nos próximos dias. A saída sai em meio a um processo de fritura da atriz, pública e também nos bastidores, por parte do próprio presidente e da ala ideológica do governo.

Segundo o site À Tarde, Bolsonaro justificou que Regina relatou sentir “falta de sua família”, mas continuará “contribuindo com o Governo e a Cultura”. No vídeo, a atriz, que aparece com o presidente, tentou desmentir os rumores de que estivesse sofrendo um processo de fritura pelo Palácio do Planalto.

“Está me fritando, presidente?”, questionou Regina, rindo. “Tem dois ministros que, segundo a mídia, toda semana, estão sendo fritados. É algo para tentar jogar o governo no chão. Não vão conseguir”, respondeu Bolsonaro. A ex-global ainda classificou o convite para a Cinemateca como um “presente”.

 

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui