Parque Eólico no município de Pindaí / Reprodução

Subiu para 13 o número de trabalhadores das empresas responsáveis por construções de parques eólicos em Pindaí testados positivo para o coronavírus (Covid-19).

Somente nesta segunda-feria (1º), 5 novos casos foram detectados por meio dos testes rápidos. Outros cinco foram detectados na última sexta-feira (29) e os outros três no fim de semana.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as empresas aplicaram os testes em 210 trabalhadores, sendo que 197 tiveram resultados negativos e 13 positivos. Entre os infectados, quatro são de Guanambi (um do distrito de de Morrinhos), 1 de Caetité, 1 de Urandi e 7 de Pindaí.

A secretaria de Saúde informou que iniciou o monitoramento dos pindaienses com o coronavírus imediatamente após a comunicação dos casos pelas empresas. Os seus contactantes foram identificados e orientados quanto a quarentena de 14 dias em isolamento domiciliar. Os casos foram notificados no sistema E-SUS.

A prefeitura de Pindaí informou que, desde o início da Pandemia, tem realizado o monitoramento de viajantes e casos suspeitos que tem chegado ao município. Estes, tem sido acompanhados remotamente pela vigilância epidemiológica e orientados quanto a quarentena de 14 dias para observação de sinais e sintomas em isolamento domiciliar.

Nos últimos dois meses foram monitoradas 1219 pessoas no total, das quais 338 ainda estão sendo monitoradas e 881 encerraram o monitoramento, tendo permanecido assintomáticos. Nesse período, foram notificadas 29 síndromes gripais (SG), 07 síndromes respiratórias agudas graves (SRAG), realizados 07 RT-PCR realizados pelo Lacen-Ba.]

Obras de energia

Os principais surtos de contaminação pelo coronavírus na região ocorreram em trabalhadores de empresas de obras de energia elétrica, que passaram a testar seus trabalhadores. O primeiro caso aconteceu foi descoberto em Urandi, no dia 11 de maio, após um funcionário da empresa responsável pela construção de uma linha de transmissão apresentar sintomas e testar positivo.

Este trabalhador este alojado em Guanambi, onde 13 trabalhadores testaram positivo em 15 de maio, chegando ao total de 33 contaminados até o último sábado. Em Urandi, mais de 50 trabalhadores testaram positivo e o vírus chegou à população. O total de casos no município chegou a 73 nesta segunda-feira, quando foi confirmado o segundo óbito.

Também nesta segunda-feira, 15 trabalhadores de uma outra empresa que atua na construção de outra linha de transmissão em Palmas de Monte Alto também foram testados positivo para o coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui