Joana Martins / Agência Sertão

Um novo decreto publicado pela Prefeitura de Guanambi, relacionado às medidas restritivas de combate à proliferação ao coronavírus, trouxe novas flexibilizações ao funcionamento do comércio no município. A publicação foi feita em edição especial do Diário Oficial do Município deste sábado (6).

Lojas de atacado e varejo foram novamente incluídas como categoria de serviços essenciais e poderão receber clientes em seus interiores, com limitação determinada pela metragem de cada estabelecimento.

Salões de beleza e centros de estética também poderão funcionar desde que haja agendamento de clientes.

O ingresso de consumidores no interior das lojas deverá limitar a frequência de acordo com o espaço transitável destinado ao consumidor.

  • até 100 m² até 5 pessoas por vez;
  • até 200 m², até 10 pessoas por vez;
  • até 300 m², até 15 pessoas por vez;
  •  superior a 300 m2, a frequência deverá ser estabelecida a cada 6,25 m2 por pessoa, limitado a 1/3 dessa capacidade.

Em todos esses estabelecimentos, deverá ser preservado o distanciamento mínimo entre pessoas de 1,5 m (um metro e meio). Além disso, continua obrigatório o uso de máscaras tanto para funcionários quanto para clientes. Os estabelecimentos devem fornecer álcool gel e evitar a formação de filas que não respeitem esse distanciamento.

O decreto anterior, publicado na semana passada, permitia o serviço de delivery e a retirada de mercadorias na porta das lojas. Ele valeria até a o fim da próxima semana, mas perdeu seus efeitos com a publicação desse novo decreto. O decreto anterior, publicado no dia 15 de maio, determinava o fechamento de todo o comércio considerado não essencial.

A flexibilização ocorre no momento em que a taxa de contaminação pelo coronavírus aumenta no município. No período de três semanas, compreendido entre o dia 15 de maio, quando foram detectados 13 casos e 5 de junho quando o número subiu para 58, houve aumento de 446% no número de pessoas infectadas. Somente nos dois últimos dias foram confirmados 11 casos.

Segundo o último boletim epidemiológico da secretaria municipal de Saúde, 22 pessoas estão recuperadas da Covid-19, outras 35 seguem em isolamento domiciliar e uma encontra-se internada em Vitória da Conquista.

As demais restrições de isolamento social seguem vigorando até o dia 15 deste mês, como suspensão de aulas e proibição à realização de eventos e cultos religiosos presenciais.

Restaurantes, bares e lanchonetes continuam com atendimento limitada a entrega em domicílio.

Hotéis, pousadas e motéis também continuam proibidos de funcionar. No entanto, segundo apurou a Agência Sertão, estes setores poderão ser flexibilizado na próxima semana, a debender da taxa de surgimento de novos casos nos próximos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui