Foto: Edu Vale / Agência Sertão

A Policlínica Regional de Saúde do Alto Sertão, localizada em Guanambi, adiou a retomada dos atendimentos de consultas com especialistas e exames de média e alta complexidade, prevista para esta quarta-feira (1º).

Após testagem dos 65 funcionários, o coronavírus foi encontrado nas amostras de 11 colaboradores, entre profissionais de saúde e pessoal de apoio. O Consórcio Intermunicipal de Saúde do Ato Sertão, responsável pela gestão da policlínica, não detalhou os casos e nem emitiu nota à imprensa informando a testagem e o adiamento da reabertura, tão pouco a previsão para a retomada dos trabalhos.

Segundo apurou a Agência Sertão, dos 11 servidores infectados, 6 residem e Guanambi e já foram contabilizados nas estatísticas da secretaria de Saúde. Os demais casos foram notificados nos municípios de residência dos profissionais. A Agência Sertão não conseguiu contato com representantes da policlínica.

Além dos funcionários da policlínica, 3 servidores da rede municipal de saúde também foram testados positivo. A secretaria aplicou 1.057 teste entre os profissionais de seu quadro em uma primeira fase de testagem.

Também foram testados 260 profissionais de segurança pública, entre policias civis e militares e agentes penitenciários, sendo detectados dois testes positivos entre as pessoas que trabalham nesta categoria.

Nesta quarta-feira, Guanambi registrou mais três casos da Covid-19, totalizando 94 pessoas testadas com o vírus. Deste total, 76 pacientes são considerados recuperados da doença e os outros 18 estão sendo monitoradas pela equipe de Atenção Básica.

Uma paciente com suspeita da doença foi encaminhada para um dos leitos de referência em Vitória da Conquista. Outros 47 casos suspeitos aguardam resultado ou coleta de material para análise.

Inicialmente prevista para reabrir no dia 15 de junho por determinação da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), a reabertura foi adiada por mais quinze dias e deve permanecer fechada enquanto o surto da doença não for controlado.

Em maio, o Governo do Estado também anunciou a reabertura do estabelecimento de saúde, no entanto, devido ao surgimento dos primeiros casos na região, os prefeitos integrantes do consórcio decidiram não acatar a orientação.

Responder

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui