Reprodução

A pesquisa de preço da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, divulgada nesta segunda-feira (11), aponta que os postos de combustível do município de Brumado praticam um dos menores preços na venda da gasolina no Estado.

A pesquisa aponta também que houve bastante aumento no preço do produto nas últimas semanas em Vitória da Conquista. Com sucessivos aumentos, a gasolina paga pelo conquistense está entre as mais caras das 30 principais cidades da Bahia. As duas cidades estão distantes apenas 140 Km uma da outra.

Variação do preço da gasolina em Brumado e Vitória da Conquista – Janeiro a Julho de 2020 – Fonte: CSA/SLP/ANP

Em Brumado é possível abastecer a partir de R$ 4,05 (na semana anterior era R$ 3,999) até R$ 4,25, média de R$ 4,17 (aumento de 5 centavos em relação à semana anterior). Já em Vitória da Conquista, a gasolina mais barata custa R$ 4,39 e a mais cara R$ 4,50. O preço médio é de R$ 4,47 e permanece estável a duas semanas. A diferença de R$ 0,30 por litro entre as duas cidades.

A diferença entre as duas cidades está principalmente pelo lucro bruto praticado pelos postos, já que o preço de compra nas distribuidoras é bastante similar. Enquanto os estabelecimentos de Brumado lucraram nas últimas seis semanas em média R$ 0,52 centavos no litro, em Vitória da Conquista o lucro médio foi de R$ 0,77

Mais barato do que em Brumado só em Teixeira de Freitas, no Sul-Baiano e Barreiras, no Oeste. Os postos dos dois municípios vendem gasolina a preço médio de R$ 4,10 e R$ 4,11 respectivamente.

Já em Vitória da Conquista, a gasolina só não é mais cara do que a vendida em Juazeiro, no Vale São-franciscano, onde o produto custa R$ 4,69 e Porto Seguro, no Sul-Baiano, onde o preço médio está em R$ 4,50. Livramento de Nossa Senhora e Jequié, ambas no Centro-Sul, e Itabuna e Ilhéus, na região Sul, também têm gasolina vendida a R$ 4,47.

Preço da gasolina nas principais cidades da Bahia – Julho de 2020 – Fonte: CSA/SLP/ANP

Caetité e Guanambi, ambas na mesma região de Vitória da Conquista e Brumado, permanecem no meio do ranking de preço da gasolina, com preço médio de R$ 4,37 nas duas cidades.

O ano de 2020 está sendo de altas e baixas no mercado internacional do Petróleo. A commoditie começou o ano em alta com a tensão entre Estados Unidos e Irã nos primeiros dias de janeiro. Menos de três meses depois, países produtores de petróleo não entraram em acordo sobre a regulação do preço e produção, lavando o barril a uma queda histórica. A diminuição no consumo e os impactos do coronavírus na economia também contribuíram para o agravamento da situação.

As oscilações no preço da gasolina nas refinarias não chega ao consumidor final na mesma proporção. Além dos postos, as margens das distribuidoras, a composição com etanol e a tributação de cada estado influenciam na composição do preço.

Em Jequié, onde fica localizado um dos principais centros de distribuição da Bahia, a gasolina era repassada a R$ 1,94 (preço sem impostos) em janeiro, durante o último pico de preço da cotação do petróleo. Em meados de abril o litro estava saindo por R$ 0,94, redução de quase 52%. Após início de uma nova trajetória de alta, a gasolina é comercializa por R$ 1,64.

Na página da ANP é possível consultar quais postos praticam os menores valores nas principais cidades do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui