Reuters

Todos os 24 municípios da Região Geográfica Imediata de Guanambi registraram ao menos um caso de Coronavírus. O último município a registrar caso da doença foi Matina, na última sexta-feira (24).

A Região Imediata de Guanambi é composta pelos municípios – Botuporã, Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guajeru, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiú, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi. Esta divisão foi estabelecida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

ERRATA: A prefeitura de Tanque Novo afirmou que o paciente notificado como positivo pela Sesab pela não contraiu a doença no município. Portanto, não há caso confirmado na cidade. 

Essas cidades têm população igual ou menor do que 50 mil habitantes.  Segundo o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Urandi lidera o número de casos com 174, com dois óbitos já registrados. A cidade de Guanambi ocupa a segunda colocação com 169 casos confirmados da doença, sem nenhum óbito e apenas um paciente internado.

O município de Urandi tem 16.658 habitantes e com um coeficiente de incidência por 100.000 habitantes de 1.044,54, já Guanambi possui 84.481 habitantes e com um coeficiente de incidência por 100.000 habitantes de 200,04.

O professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e pesquisador do portal Geocovid-19, Washington Rocha, disse ao site Folha do Vale, que os dados refletem a interiorização do vírus na Bahia. “Percebemos que o histórico de espalhamento da doença se deu a partir de agrupamentos no litoral, que foram crescendo, e depois se espalhou rumo ao interior, principalmente ao logo das principais rodovias”, disse.

Conforme informou o professor nos próximos 60 dias, todos os 417 municípios serão completamente atingidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui