Destaque Guanambi
Divulgação / PMG

Mais um caso de infecção pelo coronavírus foi confirmado em Guanambi nesta segunda-feira (3). O diagnóstico foi concluído por exame laboratorial. No domingo (2), não foram registrados novos casos.

Ao todo, o município contabiliza 186 casos da doença, sendo que 167 pacientes são considerados recuperados e outros 19 estão ativos com a Covid-19. Não há registro de óbitos em Guanambi por complicações da doença.

O novo caso foi registrado em paciente do sexo feminino, com idade entre 20 e 29 anos. A paciente não possui comorbidades e apresenta sintomas como febre, tosse, dor de garganta, dispneia e falta ou perda do paladar e olfato.  Ela é moradora do bairro Brasília.

Fonte: Secretaria de Saúde

Desde o início da pandemia, 94 pacientes tiveram resultado positivo no Lacen, 644 negativo e 95 ainda aguardam resultado de exames. Já os testes rápidos detectaram 92 positivos e 2.572 negativos. Nesta segunda-feira, o Lacen analisou 26 casos e 25 tiveram resultado negativo.

O pronto atendimento médico dedicado ao tratamento da Covid-19 já atendeu 1.362 pessoas com Síndromes Gripais. No local foram realizados 446 testes rápidos, 426 exames laboratoriais e 40 exames de Raio-X e 5 tomografias. Desde o início da pandemia, 11 pacientes que procuraram atendimento ficaram internados. Um paciente está em observação clínica e dois pacientes estão internados, sendo que um está em um dos leitos de referência do Hospital Geral de Guanambi (HGG).

O boletim informa sobre a sintomologia da doença. Entre os infectados pelo coronavírus em Guanambi, 83 são ou foram assintomáticos e outros 103 desenvolveram sintomas como febre, tosse, dor de garganta, dispneia e falta ou perda total do paladar e olfato.

Entre os infectados, 26 possuem comorbidades, sendo 60,8% do sexo masculino e 39,2% do sexo feminino.

Fonte: Secretaria de Saúde

Também foram divulgados dados sobre profissionais de saúde contaminados. Até o momento 37 trabalhadores desse setor contraíram o vírus, médicos (9) e técnicos de enfermagem (8) são os mais afetados.

Casos por bairros

Observatório UniFG

41 Casos – Bairro Belo Horizonte

17 Casos – Bairro São Francisco

12 Casos – Bairro Vomitamel

09 Casos – Bairro Alvorada

08 Casos – Centro

07 casos –  Bairro Novo Horizonte

06 casos – Bairro Santa Catarina – Bairro Sandoval Moraes

05 casos – Bairro Ipiranga – Bairro BNH

04 Casos –  Bairro Residencial dos Pássaros – Bairro Beija Flor – Bairro Brindes

03 Casos – Bairro Araújo – Bairro Santo Antônio – Bairro Morada Nova – Bairro Paraíso – Bairro São Sebastião

02 casos – – Bairro Alto Caiçara – Bairro Bela Vista – Bairro Bom Jesus – Bairro Jardim São João – Residencial Gurungas – Bairro Santa Luzia – Bairro Monte Pascoal – Bairro Brasília

01 caso – –  Bairro Candeal – Bairro Floresta –  – Bairro Leolina de Sá – Bairro Liberdade – Bairro Loteamento Sandoval Moraes 2 – Bairro Monte Azul – Bairro Renascer –  Bairro Aeroporto Velho – Bairro São Vicente –  Bairro São José – Bairro Vila Nova – Bairro Marabá – Bairro Industrial – Sítio Vomitamel – Alazão – Nova Esperança – Bairro Residencial Massaranduba

Zona Rural e Distritos

01 Zona Rural
03 Distrito de Morrinhos
06 Distrito de Mutãs

Nessas localidades, a secretaria de Saúde recomenda que as  medidas de distanciamento e práticas de higiene sejam redobradas.

Monitoramento

A Atenção Básica tem orientado sobre a importância do isolamento social dos pacientes testados positivo e das pessoas que residem no mesmo domicilio, mesmo que assintomáticos, assim os profissionais da secretaria de saúde, realizam ligações diariamente durante 14 dias a esses pacientes com o intuito de monitorar os sintomas e orientações. Atendimentos e tele atendimentos psicológicos estão sendo ofertados aos pacientes com suspeita e confirmados de Covid-19, e aos profissionais da linha de frente da secretaria de saúde, até o momento foram realizados 236 atendimentos.

Nesta situação de enfrentamento à pandemia, as Barreiras Sanitárias, instaladas nas entradas do município desde o dia 24 de março, conseguiram catalogar 330.577 veículos e 705.470 pessoas.

Ainda há 631 pessoas vindas de áreas de risco em monitoramento e 11.010 já receberam alta do monitoramento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui