Foto: SSP/BA

Um esconderijo subterrâneo usado por traficantes envolvidos também com roubos a bancos e homicídios foi desarticulado pelas polícias Militar e Civil, na tarde desta terça-feira (18). Fuzis, metralhadoras e drogas foram apreendidos no bairro de São Gonçalo, em Salvador.

Equipes do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da PM e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) faziam acompanhamento de integrantes da quadrilha. Durante uma ação de inteligência, cerca de 15 criminosos foram flagrados na Baixinha de Santo Antônio.

Cão farejador ajudou na busca por drogas e armas

O local foi cercado, mas o grupo não obedeceu a voz de prisão e reagiu atirando. Cinco criminosos acabaram feridos e foram socorridos, mas não resistiram e morreram. No local, com a utilização do cão farejador Ajax (raça Pastor Alemão), do Batalhão de Choque, foram localizados fuzis, metralhadoras, espingardas e drogas enterrados.

“Infelizmente os integrantes da quadrilha preferiram confrontar as nossas equipes. A resposta foi proporcional e dentro da legalidade”, declarou o comandante do CPE, coronel Sérgio Freire.

Investigações

O Draco, através da Coordenação de Repressão a Crimes contra Instituições Financeiras e Extorsão Mediante Sequestro, investigava o grupo desde fevereiro de 2019, quando houve a tentativa de roubo de uma agência da Caixa Econômica Federal, no edifício 2 de Julho, na Avenida Paralela, em Salvador.

“Eles também atacaram uma agência no bairro de Castelo Branco, na capital, no mês de maio deste ano”, informou o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão. Acrescentou que outros integrantes da organização criminosa continuam sendo procurados. “Trabalhamos de forma silenciosa”, completou o delegado.

Participaram da operação equipes do CPE (Batalhão de Choque, Graer, Operações Gêmeos e Apolo) e do Draco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui