Reprodução

Pais de estudantes da rede municipal de Caetité usaram as redes sociais para denunciar o recebimento de biscoitos estragados no kit de merenda escolar. A denúncia é refente ao segundo lote do kit de merenda escolar que está sendo disponibilizado pelo município desde o início da semana passada.

De acordo com informações divulgadas por pessoas que receberam os kits, alguns pacotes de biscoitos que foram entregues estavam com grande quantidade de mofo.

A empresa responsável pela fabricação dos biscoitos emitiu nota afirmando que os produtos são fabricados na mesma semana que é feita a distribuição. Afirma ainda, que o produto tem validade de 60 dias, no entanto, duas unidades tiveram problemas e já foram recolhidos e repostas.

A padaria é responsável pela fabricação de 20 mil pacotes de biscoito de leite que compõem os kits de merenda escolar. Cada kit é composto por: arroz, feijão, açúcar, flocão de milho, biscoito cream cracker, biscoito de leite, café e macarrão.

Na semana passada, os alunos da sede receberam os seus kits, e nesta semana a distribuição está sendo feita na Zona Rural do município. De acordo com a Secretaria de Educação, a ação beneficia aproximadamente 8 mil alunos matriculados na Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) e tem o intuito de reduzir os impactos causados pela pandemia.

A prefeitura até o momento não pronunciou sobre o ocorrido.

O primeiro lote de kit de merenda escolar começou a ser disponibilizado no dia 20 de maio de 2020. À época, juntamente com o kit, a prefeitura disponibilizou um encarte com orientações para higienização das embalagens.

O consumo de alimentos contaminados por fungos, pode trazer problemas à saúde. Um estudo da Universidade Federal do Goiás (UFG), afirma que a ingestão de alimentos contaminados por esses fungos podem causar vômitos, alergias, diarreia, intoxicação alimentar, dores abdominais e até mesmo o câncer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui