Divulgação / Cipe-Sudoeste

Dois homens morreram em Licínio de Almeida no início da noite desta quarta-feira (2), durante ação da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe Sudoeste). Os policiais tinham o objetivo de cumprir mandados de prisão contra os dois acusados de um homicídio, cuja a vítima foi torturada, queimada e decapitada.

Segundo o Portal Vilson Nunes, uma operação foi montada para efetuar as prisões. As equipes se dividiram e foram simultaneamente nos dois endereços para cumprir os mandados. De acordo com a polícia, houve reação armada durante as ações e ambos foram atingidos pelo revide policial.

Os policiais informaram ainda que prestaram socorro após o cessar fogo e encaminharam os acusados para atendimento no hospital da cidade, mas eles não resistiram aos ferimentos.

A Cipe Sudoeste apresentou à delegacia as duas armas usadas para a resistência à prisão. Dois revólveres, um calibre 38 e outro calibre 32. Juntos possuíam nove munições deflagradas e mais três intactas.

Crime bárbaro

O crime pelo qual os mortos respondiam ocorreu em 17 de agosto. Na manhã daquele dia, uma notícia chocou os moradores de Licínio de Almeida. Após denúncia anônima, a Policia Militar encontrou um corpo decapitado e queimado atrás do Estádio Municipal.

A vítima foi Danilo Guedes Pereira, de 28 anos, conhecido pelo apelido de Bufinha. A investigação aponta que houve tortura antes da consumação da morte do jovem.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui