Reprodução

O Ministério da Saúde da Rússia anunciou nesta terça-feira (8) a liberação do primeiro lote da vacina contra a Covid-19. O fato ocorreu apesar da ausência da conclusão de todos os testes clínicos necessários para aprovação de uma vacina.

Os primeiros resultados da “Sputnik V” foram divulgados na última semana e apontaram que ela foi capaz de induzir resposta imune nos voluntários e se mostrou segura nos testes de fase 1 e 2. A vacina recebeu a Certidão de Registro no Ministério da Saúde da Rússia em 11 de agosto e ficou conhecida como a primeira contra a doença registrada no mundo.

Cerca de 80 milhões de doses precisam ser produzidas. O Governo da Bahia permanece fazendo negociações com a Rússia em relação à vacina. Na semana passada, a gestão assinou um memorando para que os testes da fase três sejam feitos em 500 pessoas no Estado.

Segundo o site Aratu On, o ministro da saúde da Rússia, Mikhail Murashko, informou que as primeiras entregas da vacina serão pequenas. Anteriormente ele havia dito que a vacinação seria dada primeiramente para os profissionais da área de saúde e educação.

“O 1º lote para prevenir a infecção pelo novo coronavírus passou nos testes de qualidade exigidos nos laboratórios de Roszdravnadzor e foi produzido para circulação civil. O fornecimento dos primeiros lotes da vacina para as regiões está proximo”, contou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui