Ciclone subtropical
Fonte: Windy

A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), em colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) e o Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica da Força Aérea Brasileira (CIMAER/FAB), informou que houve a formação de um ciclone subtropical com centro a altura da divisa dos estados de Rio de Janeiro e Espírito Santo (22S038W).

O fenômeno foi classificado como “Depressão Subtropical”, com ventos estimados por satélite entre 25 e 30 nós (46 a 55 km/h). Persistem as condições atmosféricas que possibilitam a intensificação do ciclone, que poderá ser classificado como tempestade subtropical nas próximas horas.

Leia também: Acumulado de chuva em Guanambi pode superar 100 mm nos próximos dias

O Inmet emitiu alerta de tempestades formadas devido às instabilidades causadas pelo ciclone para boa parte de Minas Gerais e Rio de Janeiro, todo o Espírito Santo, além do Sul, Centro-Sul, Vale São-franciscano e Oeste da Bahia. Em toda a bacia do rio Doce, abrangendo Minas Gerais e Espírito Santo, o alerta é de Perigo, com chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Alertas do Inmet de Perigo e Perigo Potencial

Para as demais regiões, o alerta é de Perigo Potencial, com chuva entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco. Ambos alertas terminam na manhã desta segunda-feira e podem ser prorrogados. (veja a atualização de alertas do Inmet)

Já o alerta da Marinha é para condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas de direção Sul a Sudeste, com até 2,5 metros de altura, na faixa litorânea entre os estados do Rio de Janeiro, ao norte de Arraial do Cabo, e do Espírito Santo, ao sul de Regência, até a madrugada do dia 27.

De acordo com o CHM, é esperado que o ciclone se desloque lentamente para Leste/Sudeste durante toda esta segunda-feira (26), afastando-se da costa. Há previsão de ventos máximos sustentados entre 30 e 40 nós (55 a 74 km/h) com rajadas, na área marítima entre os estados do Rio de Janeiro, ao norte de Arraial do Cabo, do Espírito Santo e da Bahia, ao sul de Belmonte, até a manhã do dia 27. Os ventos associados ao ciclone poderão ocasionar agitação marítima com ondas, em alto-mar, com alturas de até 4,5 metros até a manhã do dia 27.

De acordo com as Normas da Autoridade Marítima para Meteorologia Marítima (NORMAM-19), para que haja a classificação do ciclone como tempestade subtropical e a sua nomeação, os ventos deverão ser iguais ou superiores a 34 nós. A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico.

Adicionalmente, as informações meteorológicas podem ser visualizadas na página do Serviço Meteorológico Marinho no Facebook.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui