Um grupo de estudantes do Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Vitória da Conquista (CJCC) desenvolveu um aplicativo chamado “Conexão Cidade”,  através do qual a população obtém informações sobre os espaços públicos do município. A iniciativa é uma das finalistas do Prêmio da Sessão de Pôsteres, promovido pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). O projeto concorre com outros quatro, realizados por jovens universitários da Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte e Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

Para a estudante e uma das desenvolvedoras do aplicativo, Renata Gondim, 18, a indicação é uma notícia que incentiva a comunidade escolar a continuar desenvolvendo iniciativas que atendam as demandas da população. “Foi uma grande surpresa.  São tantos projetos realizados no país e ver o nosso concorrendo com outros feitos por grandes universidades é impressionante. Sem dúvidas, nos motiva a continuar desenvolvendo outros projetos”.

A professora e orientadora do projeto, Elmara Souza, disse que o app é um protótipo que está sendo aperfeiçoado, mas que, independentemente do resultado do prêmio, a indicação já é uma vitória. “A premiação é agora em novembro, mas já somos vitoriosos. A equipe está de parabéns, é um trabalho desenvolvido por alunos da Educação Básica sendo reconhecido e concorrendo com trabalhos de universidades. Estou extremamente orgulhosa dos meus alunos”, disse a professora.

Elmara Souza está na rede estadual de ensino há 30 anos e relata que a ideia de criar um aplicativo com este intuito atende a uma demanda

local. “O projeto foi desenvolvido na Incubadora de projetos do CJCC. Realizamos brainstorms (técnica de dinâmica de grupo) para identificar problemas sociais que estão próximos dos estudantes. Decidimos, então, fazer uma pesquisa com moradores de Vitória da Conquista e identificamos que 85,5% das pessoas só conhecem praças como espaços públicos e não têm informações sobre outros equipamentos urbanos disponíveis. Com base neste problema e compreendendo a importância de termos espaços públicos mais ocupados, foi desenvolvido o aplicativo para que a população tenha facilmente informações sobre os espaços”.

O protótipo foi desenvolvido no Android Studio e testado por alunos da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). De acordo com Elmara, os resultados dos testes mostraram que 90% dos usuários consideraram que o aplicativo atende às necessidades propostas e favorece o conhecimento sobre os espaços públicos disponíveis na cidade. O projeto orientado pela professora foi desenvolvido pelos estudantes Renata Gondim Valença, Vitor Hugo Lacerda, Luís Jonas Borges e Filipe Souza.

Sobre o CJCC – Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura são uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado da Bahia para promover a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes. As atividades são feitas de forma lúdica em ambientes interativos. O CJCC conta com nove unidades no Estado: Salvador, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Barreiras, Feira de Santana, Irecê, Itabuna, Jequié e Serrinha. O objetivo das unidades é cumprir um papel de extensão em relação à educação formal e ampliar o acesso de estudantes baianos às temáticas culturais e científicas modernas.

Via Consed

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui