Reprodução

Morreu na noite desta segunda-feira (16), o juiz de direito Almir Edson Lelis Lima. Ele estava internado no Hospital Nova Aliança, em Guanambi, onde se tratava das complicações de um câncer, doença que o acometia há mais de cinco anos.

Natural de Palmas de Monte Alto, Lelis atuava em Guanambi e tinha 66 anos. Segundo o Portal Vilson Nunes, o corpo do magistrado será velado no Salão do Juri do Fórum de Guanambi, até as 13h desta terça-feira (17). Em seguida, o velório ocorrerá no Salão do Júri do Fórum Dr. Alcebíades Dias Laranjeira, em Palmas de Monte Alto, de onde sairá às 17h, para o cemitério municipal.

Ainda segundo o referido portal, o juiz se formou-se em direito em 1977, advogou por 15 anos e, no final de 92, entrou para a magistratura. A primeira comarca onde atuou foi a de Igaporã. Ele também atuou em Riacho de Santana, Carinhanha, Candeias e há mais de 10 anos no município de Guanambi. Atualmente, ele era juiz da 2ª Vara Cível de Guanambi. Almir deixa esposa e três filhos.

O portal ainda ressaltou que Almir Lelis era engajado em causas sociais, sendo membro do Rotary Clube de Guanambi, onde sempre procurou ajudar nos projetos que beneficiam à sociedade mais necessitada de Guanambi e região.

Há vários anos à frente da 2ª Vara dos Feitos Cíveis da Comarca de Guanambi, o Juiz Almir Edson Lélis Lima vinha anualmente se destacando pelo bom andamento das atividades no referido órgão, inclusive recebendo selo de qualidade por dar atenção especial às Metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui