31.2 C
Guanambi
27.7 C
Vitória da Conquista

Em 2020, Crav atendeu 221 mulheres vítimas de violência em Vitória da Conquista

9,151FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Centro de Referência da Mulher Albertina Vasconcelos (Crav), órgão da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista,  realizou em 2020 um total de 1.767 atendimentos a 221 mulheres que foram vítimas de violência no município.

O órgão possui uma equipe multiprofissional, com oferta de atendimento interdisciplinar (psicológico, social, jurídico, de orientação e informação) à mulher em situação de violência. O encaminhamento é realizado pela Rede de Atenção e Proteção, ou pela usuária que procurar o serviço de forma espontânea. O objetivo é incentivar a mulher a superação do trauma, reinserção social e apoio jurídico para denúncia de seu agressor.

Segundo a prefeitura, em 2020, mesmo com a pandemia COVID-19, o Crav não parou de atender e incluiu em sua oferta o atendimento remoto (internet ou telefone). “Foi um ano desafiador para toda Rede de Proteção à Mulher e com o Crav não foi diferente. O isolamento nos obrigou a reorganizar nosso acolhimento às mulheres que buscaram nosso serviço. Neste período, foram 208 novos acolhimentos, deste total 115 ainda permanecem em atendimento”, explica a coordenadora de Políticas para Mulheres Dayana Evelinne Andrade.

Casa Rosa – Além da manutenção do atendimento do Crav, a Prefeitura iniciou em 2020 a construção da Casa Rosa, a unidade acolhimento institucional abrigará mulheres em situação de risco iminente de morte, construída por meio de convênio com o Governo Federal, no valor de R$ 684.740,00 (seiscentos e oitenta e quatro mil, setecentos e quarenta reais).

- Advertisement -

“Esse equipamento, que já está com mais de 90% de obra concluída, será um marco no enfrentamento à violência contra as mulheres que passaram a contar com um local seguro para se manterem distantes de seus agressores. É mais um avanço na consolidação e ampliação da Rede Socioassistencial no município”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Social Michael Farias.

Com informações da Secretaria de Comunicação

Política Administração Pública Em 2020, Crav atendeu 221 mulheres vítimas de violência em Vitória da...

Deixe uma resposta

Relacionadas