21.7 C
Guanambi
15.4 C
Vitória da Conquista

Marinha tenta resgatar AgEFlut Saldanha Marinho de afundamento no rio São Francisco

9,207FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever
Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Agentes da Capitania dos Portos de Bom Jesus da Lapa e do 2º Distrito Naval iniciaram o trabalho de resgate e reflutação da Agência Escola Flutuante Saldanha Marinho (AgEFlut Saldanha). Segundo a Marina do Brasil, a embarcação ficou parcialmente alagada após sofrer avarias causadas pelo desmoronamento de pequena parte da margem do rio São Francisco, onde encontrava atracada.

Os trabalhos para tentar salvar a AgEFlut começaram no meio da semana, quando o problema foi identificado. A lancha foi presa por cabos de aço para evitar o seu total afundamento. Neste sábado (13), os militares usavam uma retroescavadeira embarcada em uma balsa para ajudar no trabalho de reflutação. A balsa veio cedida por uma fazenda localizada no distrito de Porto Novo, no município de Santana.

O repórter Eniédson Ferreira, da TV Lapa Digital, acompanhou parte do trabalho pela ponte Gercino Coelho. Ele disse que estava preocupado com o vazamento de óleo na embarcação, ancorada há poucos metros da bomba de captação da água usada para o abastecimento do município. No entanto, ele foi informado pelo comando da Capitania dos Portos que o tanque, com capacidade de cerca de 2.500 litros, está vazio.

O comunicador disse ainda que notou a embarcação mais inclinada em relação a última quarta-feira (10) e que teme pelo risco dela virar e dificultar ainda mais seu resgate, ou naufragar de vez. Os trabalhos para tentar salvar a lancha deve seguir pelos próximos dias.

Importância Histórica

A Agência Escola Flutuante Saldanha Marinho é considera uma das principais embarcações em operação no rio São Francisco, no trecho de Bom Jesus da Lapa.

Segundo a Marinha, desde que foi restaurada, em janeiro de 2020, a AgEFlut Saldanha Marinho apresentou plena capacidade de navegação no Rio São Francisco, em Bom Jesus da Lapa.

A embarcação que é considerada uma das atrações do Rio São Francisco, foi adquirida e incorporada à Marinha do Brasil em 1993, sendo utilizada, inicialmente, para realização de Inspeção Naval e representação da Marinha; posteriormente, passou a ser empregada nas ações itinerantes voltadas ao Ensino Profissional Marítimo e de Segurança do Tráfego Aquaviário, em locais de acesso exclusivamente fluvial.

Em abril de 2020, a Agência Escola Flutuante foi estabelecida como Organização Militar sem autonomia, subordinada à Agência Fluvial de Bom Jesus da Lapa.

A lancha ficou cerca de cinco anos parada e sua volta à navegação no rio São Francisco ocorreu na procissão de São Sebastião, na localidade de Boa Vista, no município de Serra do Ramalho.

 

 

Destaques Marinha tenta resgatar AgEFlut Saldanha Marinho de afundamento no rio São Francisco

Deixe uma resposta

Relacionadas