22.3 C
Guanambi
17.8 C
Vitória da Conquista

Em março, 15 pacientes de Guanambi morreram esperando vaga em UTI

9,209FãsCurtir
15,413SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
823InscritosInscrever

Últimas Notícias

Mais Lidas

Com todos os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da região praticamente ocupados, a maior parte das últimas vítimas da Covid-19 em Guanambi, morreram enquanto aguardavam regulação para um hospital de referência. As mortes ocorreram nos leitos de semi-UTI montados no Hospital Municipal para estabilizar pacientes em estado grave antes da transferência para UTI.

Em março, dos 25 óbitos registrados (50% do total), 15 vítimas (60%) aguardavam regulação para UTI. Os oito últimos óbitos registrados no respectivo mês, se encaixam nesse cenário.

O município confirmou desde o início da pandemia até o momento 50 óbitos, desses, pelo menos 26 (52%) estavam internados em UTIs. O último óbito, registrado nesta quinta-feira (1º), foi de um paciente que estava internado em Vitória da Conquista.

Apenas dois, que não resistiram as complicações, não estavam internados em unidade hospitalar – um em Guanambi e outra que foi para Petrolina (PE) para ficar com a família, após ser diagnosticada com a doença no município baiano.

Ocupação de Leitos

A taxa de ocupação dos leitos clínicos do município caiu. O Pronto Atendimento, o Hospital Municipal e o Hospital de Campanha estão com 33,3%, 16,7% e 40% de ocupação respectivamente no momento.

Já os leitos de UTI disponíveis na região estão praticamente todos ocupados. Segundo a última atualização da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), no Hospital Municipal Oncológico de Caetité, todos os 10 leitos estão ocupados e no Hospital Geral de Guanambi (HGG), todos os 10 leitos também estão ocupados.

Em Vitória da Conquista, dos 70 leitos disponíveis nos três hospitais credenciados ao Sistema Único de Saúde (SUS), 60 estão ocupados. Ainda restam 41 pessoas a espera de regulação para UTI na região Sudoeste.

Em todo o Estado, dos 1.483 leitos de UTI, 1.261 estão ocupados, o que equivale a 85% de taxa de ocupação.

Internações

Da notificação dos primeiros casos até o momento, 364 pacientes dos 5.360 precisaram de internação. Isso significa que 14% dos pacientes que foram ou estão internados morreram.

Destaques Em março, 15 pacientes de Guanambi morreram esperando vaga em UTI

Deixe uma resposta

Relacionadas