23.9 C
Guanambi
21 C
Vitória da Conquista

Notificações de Dengue e Chikungynya triplicam em Guanambi

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Em menos de dois meses as notificações de casos de dengue e Chikungynya triplicaram em Guanambi, comparado com o primeiro trimestre deste ano. Já foram registradas mais 726 notificações de Dengue e 321 de Chikungunya, totalizando 981 notificações de dengue e 437 notificações de Chikungunya nos cinco primeiros meses de 2021.

Das 981 notificações de dengue, 143 casos foram confirmados, 29 descartadas e outros 302 pessoas aguardam resultado dos exames. Já as notificações de Chikungunya tem 117 casos confirmados, 165 descartados e 55 pessoas aguardando o resultado.

No primeiro trimestre não havia caso de Zika confirmando, agora são 12 casos registrados. Sendo que foram feitas 98 notificações, 75 casos descartados e 11 pessoas  aguardam resultado.

Até o momento, não  há registro de óbito ou caso grave por doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti no município.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Guanambi, o município encontra-se em um nível de alerta, isso devido ao aumento de 31,47% em comparação com o mesmo período de 2020, quando foram registrados 98 casos de Dengue. Em relação aos casos de Chikungunya, o aumento foi de 87,20%. Já a Zika teve apenas 03 casos no ano de 2020 e este ano até o momento são 12 casos confirmados.

Segundo a diretora de vigilância epidemiológica, Eugênia Oliveira,  o índice de caso é devido a proliferação do mosquito na cidade; aumento da circulação viral; as últimas chuvas e porque as arboviroses são bienais (geralmente ocorre maior número de casos).

A diretora ressaltou ainda, que tem casos confirmados em todos os bairros de Guanambi, mas os bairros São Francisco, Vomitamel, Alto Caiçara, Monte Pascoal e Paraiso tem um maior incidências de casos das doenças.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias