21.4 C
Guanambi
15.9 C
Vitória da Conquista

Capitão Lemos assume vaga de Cel. Braga no comando da Guarda Civil de Vitória da Conquista

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




Já foi nomeado o novo comandante da Guarda Civil Municipal (GCM) de Vitória da Conquista. Trata-se do capitão da reserva da Polícia Militar, Cristóvão Lemos. Ele começou os trabalhos nesta quinta-feira (10) e participou da primeira reunião com a prefeita Sheila Lemos (DEM).

Lemos substituiu o Ten. Cel. Antônio Roberto Pereira Braga, também da reserva da PM. Ele deixou o cargo no último dia 31, na véspera da formatura da primeira turma da GCM, que começou a atuar na semana passada nas ruas da cidade.

O novo comandante é bacharel em Ciência Contábeis, ingressou na Polícia Militar da Bahia, em 1990, como 3º Sargento. Foi promovido a 1º Tenente, em 2010, por mérito intelectual, e a Capitão em 2018.

Em três décadas na PM, Lemos foi responsável pelo Planejamento Operacional da 3ª Companhia do 17º BPM; delegado auxiliar em Barra da Estiva e comandante do Pelotão Comunitário de Barra do Choça. Como Capitão, foi Corregedor da 79ª CIPM, sediada em Poções e exerceu a sua última função na ativa como chefe da Seção de Acompanhamento e Controle Estatístico, no Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO).

Já na reserva, estava como Diretor Disciplinar da Escola Conveniada Professor Francisco de Assis Amorim Bonfim, em Barra do Choça, quando foi convidado para assumir a Guarda Municipal de Vitória da Conquista.




A saída de Braga do comando antes do início das operações da GCM foi vista com surpresa na cidade. O ex-comandante ficou por quase um ano e meio à frente do cargo e participou de todo o processo de instalação. Braga mostrou-se contrariado com alguns encaminhamentos dados pela gestão municipal e resolveu pedir exoneração de forma irredutível.

No último dia 4, em entrevista ao programa Redação Brasil, ele afirmou que se sentiu  “desprestigiado e sem atenção” e que não conseguia mais falar com a prefeita. Além disso, Braga ficou insatisfeito com a saída Coronel Esmeraldino Correia, da Secretaria de Educação e da Assessoria Especial da prefeita e com a escolha do vereador Chico Estrela (PTC) como líder do governo na Câmara dos Vereadores.

Durante a Sessão Ordinária realizada na manhã desta sexta-feira (10), Estrela disse que não deve ser imputada a ele, a saída do capitão Braga do comando da Guarda Municipal. “Não tenho nada a ver, nem posso ser penalizado pela saída deles (Braga e Esmeraldino). Ele demonstrou caráter e minhas críticas à Guarda Municipal, do passado, continuam, não podia concordar com uma despesa de mais de R$1 milhão sem ter um guarda nas ruas”, explicou e pediu respeito para com a prefeita Sheila Lemos pelas decisões que ela vêm tomando, de “forma corajosa e assertiva”.

Outro integrante da cúpula da GCM que deve deixar o cargo é o inspetor geral Reinaldo Alves Moreira, que já teria solicitado sua exoneração à prefeita Sheila Lemos.




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -