26.9 C
Guanambi
20.2 C
Vitória da Conquista

Bombeiro de Bom Jesus da Lapa foi preso após furar abordagem policial e ameaçar PMs em Nazaré

- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -




Um soldado do 20º Grupamento de Bombeiros Militar de Bom Jesus da Lapa (BA) foi preso na noite desta segunda-feira (14), na cidade de Nazaré, no recôncavo baiano. A prisão foi efetuada após ele ser flagrado dirigindo em alta velocidade, furar abordagem da polícia e desacatar policiais que atuaram na ação.

Um vídeo reproduzido em redes sociais mostra o momento da abordagem, quando o bombeiro, apresentando sinais de embriaguez, ameaça e xinga os PMs, gritando palavras contrárias às ordens para ele entrar na viatura.

As imagens mostram um dos policiais dizendo que a situação iria piorar caso ele não entrasse na viatura, e o bombeiro rebate com ofensas aos agentes.

“Vai ser pior por quê, rapaz?! Vai ser pior por quê? Me largue, não toque em mim! Vocês vão se arrepender!”, diz ele. “Me largue! Me largue, p…, eu sou bombeiro militar! Eu não sou cidadão, eu sou bombeiro militar. Me largue! Me largue, seu polícia! Me largue”, diz o homem.

Ao G1 a Polícia Militar (PM) informou que uma equipe do 14º Batalhão foi acionada por agentes da polícia rodoviária, depois que três veículos fugiram de um ponto de abordagem da guarnição, seguindo em direção a Nazaré. Logo após, moradores também informaram que dois veículos estavam transitando em alta velocidade na região do Centro da cidade.




Ainda de acordo com a PM, os agentes pararam um dos carros, e o motorista se identificou como policial militar. Ainda segundo o órgão, ele não apresentou nenhum documento de identificação e depois disse ser bombeiro militar.

A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros ao site, que acrescentou que ele atua no 20º Grupamento, em Bom Jesus da Lapa, cerca de 660 km de onde aconteceu a prisão.

Posteriormente, ele foi colocado dentro da viatura e levado à delegacia de Santo Antônio de Jesus, cidade vizinha, onde foi registrada a ocorrência para a adoção de medidas cabíveis.

O Corpo de Bombeiros disse que os fatos também foram registrados internamente e estão sendo “rigorosamente apurados”. A corporação afirmou que ele foi afastado das atividades e acrescentou que “não coaduna com episódios de violência de qualquer natureza”.




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -