31.6 C
Guanambi
27.7 C
Vitória da Conquista

Comunidades Quilombolas de Vitória da Conquista estão recebendo 22 mil cestas básicas

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -




Em parceria com o Ministério da Cidadania e a Fundação Cultural Palmares, a Prefeitura iniciou a distribuição de quase de 22 mil cestas básicas a comunidades quilombolas do município. Na manhã desta quinta-feira (19), a prefeita Sheila Lemos esteve no povoado de Barrocas para acompanhar a ação, cujo objetivo é a garantir a segurança alimentar e nutricional das populações mais vulneráveis de de Vitória da Conquista

“Não posso dizer que este é um momento feliz, pois o que eu gostaria era de que nenhuma das nossas famílias precisasse receber cestas básicas. Mas, ficamos contentes em poder colaborar com esse auxílio, especialmente nesse período difícil de pandemia. Esta é a missão da Prefeitura: estar sempre atenta às dificuldades e trabalhar por quem mais precisa”, declarou Sheila.

Nesta manhã, foram entregues 270 cestas básicas na comunidade de Barrocas e outras 136 em São Joaquim. No total, esta primeira etapa contará com 5.484 kits alimentares, que serão distribuídos nas 32 comunidades quilombolas reconhecidas pela Fundação Palmares em Vitória da Conquista. Até o mês de setembro, haverá mais três entregas da mesma quantidade, totalizando quase 22 mil cestas básicas.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Michael Farias, explica que a ação não se limita à entrega dos alimentos. “A gente tem atendimento da equipe do Cadastro Único e Bolsa Família, as equipes do CRAS, que também estão articuladas para verificar quais são as famílias que também demandam outras atenções, como forma de fortalecermos a Rede de Proteção Social do município e garantir às comunidades quilombolas uma atenção especializada.”

Para Isabel Brito, que vive em Barrocas com toda a sua família, a ação foi positiva. “Vai ajudar muito, bastante. Esse alimento chegou em boa hora, a gente espera que seja sempre e não só uma vez”, disse.

Agnaldo Silva também foi beneficiado com os serviços e avaliou a ação de forma positiva. “Eu achei uma ação muito ótima, porque hoje nessa epidemia a gente não tem emprego certo, a pessoa às vezes trabalha um dia, no outro não acha. Eu achei que foi uma ajuda muito boa aqui na zona rural.”

A ação contou com o apoio da Patrulha Solidária do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO), que fez a entrega de 100 cobertores para as famílias. O Conselho de Igualdade Racial e o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional também são parceiros da iniciativa.

Informações da Secom PMVC




- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -