16.5 C
Guanambi
14.7 C
Vitória da Conquista

Pesquisadores da Uesb estão entre os mais influentes do mundo

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

Produzir um conhecimento que possa contribuir para o desenvolvimento da humanidade e ter o reconhecimento da sociedade pelos projetos que desenvolve são algumas das principais motivações de pesquisadores que dedicam sua vida à ciência. Recentemente, uma publicação do Journal Plos Biology, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, trouxe um incentivo a mais para pesquisadores em uma escala global, ao publicar o ranking dos cientistas mais influentes do mundo. A Uesb está presente na lista por meio do trabalho dos pesquisadores Matheus Melo Pithon, Marcos de Almeida Bezerra e Valfredo Azevedo Lemos.

Intitulado “Bancos de dados científicos de autores de indicadores padronizados de citação atualizados”, o estudo foi divulgado pela Public Library of Science (Plos), uma organização sem fins lucrativos que trabalha com publicações científicas de acesso aberto. Para embasar a lista, são feitas análises atualizadas com informações da Scopus, a maior base de dados de resumos e citações de literatura revisadas por pares.

A classificação final é separada em duas perspectivas: uma que avalia os profissionais pelo impacto de citações ao longo da carreira, considerando até o final de 2020; e a outra que traz como referência somente o período do último ano. O ranking é publicado anualmente e está em sua terceira edição.

Destaque para Química

Professores Valfredo e Marcos da Uesb em Jequie

Na lista, figuram os professores Marcos de Almeida Bezerra e Valfredo Azevedo Lemos, ambos do Departamento de Ciências e Tecnologias (DCT), no campus de Jequié, e integrantes do Grupo de Pesquisa Laboratório de Química Analítica, liderado pelo professor Valfredo. A pesquisa do Grupo envolve análises químicas, com ênfase no desenvolvimento de processos e produtos que visam o aumento na qualidade de vida, além de estudos a respeito do cuidado com o meio ambiente.

Marcos atua na orientação de alunos do Programa de Pós-Graduação em Química e do Programa de Pós-Graduação em Genética Biodiversidade e Conservação. Ele tem 110 artigos publicados, além de dois livros, três capítulos de livro e cerca de 150 comunicações em eventos científicos no Brasil e no exterior.

“Figurar nesse ranking é o reconhecimento de que, apesar das dificuldades que todos enfrentamos para fazer pesquisa no interior e com pouco recursos, nosso trabalho possui impacto e está inspirando outros cientistas. Esse feedback nos dá força e ânimo para continuarmos batalhando pelo desenvolvimento da ciência em nossa região e em nosso país”, avalia o professor Marcos.

Já o trabalho de pesquisa desenvolvido pelo professor Valfredo envolve a orientação de alunos de graduação, mestrado e doutorado, e a colaboração com pesquisadores da Uesb e de grupos de pesquisa de outras instituições de Ensino Superior do Brasil e da Espanha. Ele é bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e possui 124 artigos publicados, com 4314 citações desses artigos, além da publicação de dois livros e sete capítulos de livros.

Valfredo também destaca a satisfação em estar no ranking, que envolve cientistas de todas as áreas do conhecimento. “A grande honra de participar da lista, acredito, deve-se aos diversos indicadores empregados pelos autores, como citações, índice h, longevidade das publicações, entre outros. Apresentamos, assim como alguns colegas da Química da Uesb, um bom desempenho em muitos desses indicadores. Entretanto, penso que a inclusão reflete um parâmetro muito mais importante, que é a relevância da pesquisa do nosso grupo”, ressalta.

Ciência e Odontologia

Professor Matheus Pithon, também do campus Jequié

Outro professor da Uesb que também faz parte do seleto rankink de pesquisadores mais influentes do mundo é Matheus Melo Pithon. Vinculado ao Departamento de Saúde (DS1), no campus de Jequié, ele é estudioso da área de Odontologia e, pelo terceiro ano seguido, figura entre os cientistas mais influentes do mundo. Em 2019, foi listado no ranking de estudo bibliométrico divulgado pela Associação Americana de Ortodontia. Em 2020, seu nome apareceu no ranking publicado na revista Plos Biology. Agora, em 2021, o pesquisador, novamente, figura nessa seleta lista publicada na revista Plos Biology. Além de estar entre os 100 mil cientistas mais influentes do mundo, o professor foi destacado entre os 74 pesquisadores da Odontologia brasileira e entre os quatro da Ortodontia no país.

Matheus trabalha com alunos de Iniciação Científica, que fazem parte do “Orthodontics Uesb”, grupo de pesquisa que realiza estudos científicos nas diversas áreas da Odontologia, em especial a Ortodontia e a Odontopediatria. Com apoio financeiro do CNPq, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e da própria Uesb, o grupo conta com a parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

De acordo com ele, a produção do grupo “Orthodontics Uesb” tem sido muito grande e importante para dar visibilidade ao trabalho desenvolvido. Mais de 500 artigos científicos já foram publicados em periódicos especializados nacionais e internacionais. “Mesmo longe dos grandes centros de pesquisa científica, conseguimos desenvolver estudos de qualidade e em quantidade”, pondera o pesquisador.

Informações da Ascom da Uesb

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -