33.1 C
Guanambi
28.5 C
Vitória da Conquista

Chuva de quase 170 mm causou transbordamento de rio e transtornos em Lençóis

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Mais uma cidade baiana está sofrendo as consequências das chuvas severas que assolam o Estado desde o início da última semana. Na madrugada desde sábado (11), uma chuva que chegou a 170 mm em alguns pontos do município fez o rio Lençóis transbordar e causar alagamentos na cidade.

As duas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registram o temporal na cidade. Na cidade, foram registrados 149,6 mm entre uma 1h e 7h. Na outra estação, localizada em Tanquinho, o acumulado foi de 162,3 mm.

A Prefeitura de Lençóis emitiu uma nota informando que todos os setores da administração municipal estão trabalhando para amenizar os efeitos do temporal. “Diversas equipes foram mobilizadas para monitoramento das áreas de risco da sede e da zona rural”, diz.

A nota diz também que já foi realizado o levantamento das famílias afetadas e a retirada de moradores das áreas de risco, bem como a retirada de árvores e desobstrução do trecho que dá acesso à cidade, entre outras ações emergenciais.

A Defesa Civil do município solicitou que os moradores em áreas de risco fiquem em estado de alerta e, na medida do possível, evacuem as áreas sujeitas a inundações.

Previsão

Voltou a chover em Lençóis na manhã deste domingo (12), porém em volumes bem menores, 86, mm segundo o Inmet. No início desta semana, o tempo chuvoso deve dar uma trégua na região, mas deve voltar entre quarta-feira (15) e sexta-feira (16), devendo continuar nos próximos dias.

As previsões atuais apontam que o acumulado nos próximos dez dias deve variar entre 60 e 96 mm no município.

Veja alguns vídeos das enchentes em Lençóis

Governador e presidente visitam áreas afetadas no Sul da Bahia

O governador Rui Costa visita, na manhã deste domingo (12), as áreas atingidas pelas chuvas no interior da Bahia. Acompanhado do senador Jaques Wagner e do secretário de Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, Rui tem no roteiro previsto os municípios de Jucuruçu, Itamaraju, Medeiros Neto, Teixeira de Freitas e Prado. O objetivo é fazer um diagnóstico dos prejuízos causados pelos temporais e traçar um plano de apoio à reconstrução das cidades.

Desde a última quarta-feira (8), uma força-tarefa reúne o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA), o Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) e a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) no socorro e assistência aos moradores das regiões alagadas. Além disso, a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e outras instituições do governo estadual fazem levantamentos e tomam as providências possíveis para a recuperação de estradas, pontes e outras estruturas danificadas.

O presidente Jair Bolsonaro iniciou, por volta das 10h da manhã deste domingo (12), o sobrevoo às áreas atingidas pelas fortes chuvas no sul da Bahia. Bolsonaro está acompanhado dos ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Cidadania, João Roma e da Saúde, Marcelo Queiroga. Ao fim do sobrevoo o presidente e ministros concederão uma coletiva para falar sobre as medidas adotadas pelo governo para auxílio das vítimas do desastre.

O governo federal reconheceu a situação de emergência em 17 municípios baiano. Foi autorizado o emprego de tropas do exército no resgate e realocação de pessoas desabrigadas. Equipes da Defesa Civil estão na Bahia desde o dia 29. O Ministério do Desenvolvimento Regional já liberou R$ 5,8 milhões para os municípios de Eunápolis, Itamaraju, Jucuruçu, Ibicuí, Ruy Barbosa, Maragogipe e Itaberaba.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias