26.3 C
Guanambi
22.2 C
Vitória da Conquista

Professores da rede municipal de Guanambi podem receber auxílio tecnológico e conectividade

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

A Prefeitura de Guanambi enviou um projeto de lei à Câmara de Vereadores para que o município seja autorizado a instituir o Auxílio Tecnológico e o Auxílio Conectividade. A iniciativa visa ajudar professores da rede municipal de ensino e coordenadores pedagógicos a adquirir equipamentos eletrônicos e contratar serviços de internet.

A proposta está sendo analisada pela Câmara e vai entrar em discussão em Sessão Extraordinária marcada para a próxima quinta-feira (10).

A prefeitura pretende conceder um auxílio único no valor de R$ 2.700,00 para aquisição de computadores, notebooks, celulares e impressoras, além do auxílio mensal de R$ 150 para aquisição de planos de internet, com duração enquanto houver ensino remoto ou híbrido na rede municipal.

Os servidores contemplados receberão o auxílio junto com o pagamento, no entanto, ele não tem qualquer natureza salarial e não será considerado como remuneração.

De acordo com a justificativa apresentada junto com o projeto de lei, o objetivo dos auxílios é garantir as condições mínimas para que os professores e coordenadores possam exercer suas funções.

Volta às aulas

Ao contrário do que era esperado, o anuncio oficial do retorno às aulas presenciais não foi anunciado na abertura da Jornada Pedagógica da Rede Municipal na noite desta segunda-feira (7).

De acordo com o calendário oficial, o início do período letivo está previsto para a próxima segunda-feira (14), mas a presença dos alunos nas escolas ainda segue indefinida.

Bolsa Universitária

A Câmara Municipal de Guanambi também está analisando um projeto de lei para promover alterações no Programa Social Bolsa Universitária, instituído por meio de uma lei aprovada pelos vereadores e sancionada pelo prefeito Nilo Coelho em dezembro.

Após a repercussão negativa de um edital para seleção de sete bolsistas do curso de Medicina de uma instituição particular, considerado excludente por só permitir a participação de estudantes já matriculados no curso.

 

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -