17.6 C
Guanambi
16.1 C
Vitória da Conquista

Bebê morreu por complicações de Covid-19 na Bahia

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

- Advertisement -

Um bebê de 11 meses morreu, nesta quinta-feira (10), em decorrência da Covid-19 na Unidade Municipal Materno Infantil, em Teixeira de Freitas.

Enzo Gabriel morava no distrito de Cruzeiro do Sul, em Vereda, no extremo sul do estado. Ele deu entrada em um hospital do município, na última segunda-feira (7), com sintomas de Covid-19. O teste deu positivo e o quadro do pequeno se agravou.

Segundo informações do G1, Enzo seria transferido para Salvador em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea, no entanto, ele teve uma parada cardiorrespiratória e não conseguiu viajar. Por causa disso, foi encaminhado para a Unidade Municipal Materno Infantil de Teixeira de Freitas, a cerca de 86 quilômetros de Vereda, onde ficou intubado até a manhã desta quinta-feira (10).

Enzo não tinha problemas de saúde e foi enterrado nesta tarde, no distrito de Cruzeiro do Sul.

Três crianças estão internadas em Paramirim

Três crianças estão internada diagnosticadas com a Covid-19 em Paramirim. Esta é a primeira vez, desde o início da pandemia, que o município registra internações infantis em razão da doença. A prefeitura do município não detalhou sobre o estado de saúde, sexo e idade das crianças.

De acordo com o boletim epidemiológico mais recente, a cidade possui 102 casos ativos e 4 hospitalizados. No total, 20 pessoas morreram vítimas da doença no município.

Bahia é o segundo estado com mais mortes de crianças de 5 a 11 anos por Covid-19

A Bahia é o segundo estado com mais óbitos por Covid-19 de crianças entre 5 e 11 anos de idade, segundo dados divulgados em 11 de janeiro deste ano, pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen).

Os números contabilizados fazem parte do Portal da Transparência do Registro Civil, base de dados que reúne as informações de nascimentos, casamentos e óbitos registrados pelos 7.663 Cartórios brasileiros.

De acordo com a Arpen, a Bahia registrou 30 mortes de crianças entre 5 e 11 anos no período de março de 2020 e a primeira semana de janeiro de 2022.

O levantamento mostra ainda que as crianças mais afetadas pela doença foram aquelas de 9 anos, com nove mortes registradas, seguida pelas que tinham 5 anos, com sete registros, e pelas de 10 anos, com cinco óbitos registrados.

Crianças de 6 e 7 anos totalizaram três óbitos, as de 8, uma, e as de 11, duas mortes.

A base de dados registrou ainda que 35 crianças de 5 a 11 anos morreram por AVC, 11 por choque cardiogênico e nove por morte súbita.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -