17.9 C
Guanambi
13.4 C
Vitória da Conquista

UniFG/Ânima emite nota após protestos de alunos em Guanambi

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

O Centro Universitário UNIFG, instituição pertencente ao grupo Ânima Educação, emitiu nota em resposta à reportagem da Agência Sertão que informou o protesto dos estudantes cobrando o retorno das aulas 100% presenciais e se posicionando contrários à mudança no sistema de ensino nos cursos superiores ofertados.

De acordo com a nota, as mudanças implementadas seguem rigorosamente os marcos legais e as diretrizes regulatórias do MEC, que permite que até 40% da carga horária total do curso seja disponibilizada de forma online. Neste novo modelo acadêmico, os currículos são ofertados de forma integrada, organizada por competências “com o objetivo de proporcionar ao estudante uma compreensão global do conhecimento, não mais dividido em disciplinas e sim por Unidades Curriculares (UCs)”, ressalta a instituição.

A UniFG afirma também que o modelo prevê momentos virtuais síncronos, quando esse for o recurso mais rico para aulas teóricas, e momentos presenciais, quando determinada atividade demandar a participação in loco. “Além disso, nossos estudantes têm à sua disposição toda a infraestrutura do campus, acessando laboratórios, bibliotecas e todos os demais espaços, não apenas nos dias de suas aulas presenciais”.

Por fim, a instituição enviou o link de uma página onde detalha como funciona as Unidades curriculares e afirmou que segue a comunicação segue aberta a todos alunos e alunas e a toda comunidade de Guanambi, “respeitando sempre o direito democrático dos estudantes, o incentivo ao diálogo e o pensamento analítico, pois estas são características fundamentais na formação de cidadãos, especialmente no ambiente acadêmico que é um espaço de troca e construção coletiva e construtiva”, concluiu a nota.

Segundo a pauta apresentada pelos alunos da instituição, eles sentem que a qualidade do ensino está caindo devido às mundaças implementadas sem o devido diálogo com a comunidade acadêmica. Eles alegam também que muitos professores foram demitidos por conta do sistema, que está diminuindo o convívio e a troca de experiências entre discentes e doscentes.

Além disso, eles reclamam que mesmo com a diminuição da relação professor aluno, as mensalidades tiveram reajuste médio de 11% este ano.

Protesto em outras instituições

Não foi só em Guanambi que houve mobilização contra o novo sistema de ensino implantado pela Ânima nas instituições que ele incorporou recentemente. Em Salvador, estudantes da  Universidade Salvador (Unifacs) também protestaram pelos mesmos motivos.

Em Belo Horizonte, Capital de Minas Gerais, o protesto foi realizado pelos alunos da UniBH. Um grupo se  reuniuna portaria do campus Buritis, na região Oeste da capital mineira, na manhã desta quarta-feira (23). Portando cartazes e dizendo palavras de órdem, eles também protestaram contra o sistema implantado pelo Grupo Ânima.

Os estudantes pretendem se manter mobilizados e prometem um novo protesto no dia 7 de março, desta vez, articulado em todas as instituições do Grupo.

O Grupo Ânima é formado por um grupo de investidores, em sua maior parte oriunda do mercado financeiro. Atualmente são 27 insitiuições de várias partes do país pertencentes ao que é chamado pela empresa de Ecossistema Ânima. UniFG, UniFacs e UniBH tiveram seus processos de aquisição concluídos no ano passado.

Veja a nota da UniFG

À toda a comunidade do Centro Universitário UNIFG

Em resposta às dúvidas que têm sido levadas à Agência Sertão, utilizamos este momento para trazer algumas informações importantes.

Somos uma das primeiras Instituições de Ensino privadas a chegar na região de Ganambi há mais de 20 anos. São duas décadas na qual investimos e trabalhamos pela Educação, participando da formação de inúmeros profissionais nas mais diversas áreas do conhecimento. Todos eles certamente são testemunhas do nosso amor por ensinar, aprender e do orgulho do legado construído ao longo deste período.

Nessa história destacamos duas coisas das quais mais nos orgulhamos: a proximidade criada com toda a comunidade – dentro e fora das nossas salas de aula – e a formação que proporcionamos aos nossos estudantes, cujos resultados estão refletidos nos índices de avalição do MEC.

Para a primeira delas, reforçamos que sempre estamos abertos a ouvir o que nossos alunos e alunas têm a dizer, no atendimento, no acolhimento feito pelos docentes e no endereçamento de todas as questões trazidas.

Já para o segundo ponto, deixamos claro que a educação que transforma vidas é o que nos move. É no que acreditamos. Estamos aqui para transformar o país pela educação. E isso envolve proporcionar o que há de mais moderno na educação, afinal, a formação acadêmica também deve evoluir, acompanhar e conectar as tendências do mundo moderno.

É por isso que implementamos um modelo acadêmico em que os currículos são ofertados de forma integrada, organizada por competências e com o objetivo de proporcionar ao estudante uma compreensão global do conhecimento, não mais dividido em disciplinas e sim por Unidades Curriculares (UCs).

Esse modelo foi cuidadosamente estruturado para ser mais aderente às necessidades e desafios do mercado de trabalho, bem como trazer mais interdisciplinaridade aos nossos estudantes, a partir do uso de metodologias ativas de aprendizagem.

Garantindo ao estudante a oportunidade de vivenciar a realidade social e profissional durante a formação, uma vez que desenvolve projetos para a resolução de problemas complexos durante a experiência universitária, com a orientação e mentoria dos professores, assim como acontece no cotidiano de qualquer profissão.

Todos os detalhes deste modelo acadêmico estão também divulgados no Nosso Currículo – Ânima Educação (animaeducacao.com.br).

Importante dizer que este modelo prevê momentos virtuais síncronos, quando esse for o recurso mais rico para aulas teóricas, e momentos presenciais, quando determinada atividade demandar a participação in loco. Além disso, nossos estudantes têm à sua disposição toda a infraestrutura do campus, acessando laboratórios, bibliotecas e todos os demais espaços, não apenas nos dias de suas aulas presenciais.

Seguindo rigorosamente os marcos legais e as diretrizes regulatórias do MEC, que permite que até 40% da carga horária total do curso seja disponibilizada de forma online.

Tudo foi pensado para que o ensino oferecido ganhe em qualidade e não o contrário. A presencialidade na Instituição ganhará em qualidade, pois os dias em que os estudantes não estiverem conosco terão preparo a realizar, para que os momentos com os professores sejam melhor aproveitados.

Como mensagem final, nosso canal segue aberto a todos alunos e alunas e a toda comunidade de Guanambi,  respeitando sempre o direito democrático dos estudantes, o incentivo ao diálogo e o pensamento analítico, pois estas são características fundamentais na formação de cidadãos, especialmente no ambiente acadêmico que é um espaço de troca e construção coletiva e construtiva.

Nosso compromisso sempre foi, é e continuará sendo com o futuro e a transformação de nossa região, por meio da educação de qualidade.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -