29 C
Guanambi
24.1 C
Vitória da Conquista

Homem que agrediu PM aposentado durante briga de trânsito está recebendo ameaças, ele reiterou pedido de desculpas

spot_img
- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

O homem que agrediu um policial militar aposentado durante uma briga de trânsito na última terça-feira (1º), divulgou um vídeo nas redes sociais neste sábado (5) relando estar sofrendo ameaças.

Ele já havia se desculpado por meio de um áudio na manhã seguinte ao fato, no entanto, áudios e textos com ameaças continua circulando nas redes sociais e aplicativos de mensagem. O vídeo vem sendo compartilhado por familiares e amigos.

A vítima da agressão, o policial aposentado Cabral, chegou a gravar um áudio dizendo que iria matar o rapaz, no entanto, ele voltou atrás pouco tempo depois e fez uma nova gravação dizendo que as palavras foram ditas no calor da emoção e que não iria fazer nada para se vingar.

Em outro áudio, um homem que fala como se fosse um policial, diz que o responsável pela agressão seria morto onde ele fosse visto, mesmo se estivesse acompanhado da mãe ou com criança no colo. No entanto, a PM não informou se o autor do áudio é realmente algum dos policiais da corporação ou se trata-se de uma mensagem enganosa.

A confusão aconteceu na Avenida Petrônio Portela, no bairro Alvorada, em Guanambi. Os dois se envolveram em uma pequena colisão quando passavam perto do local onde bares organizavam uma festa de carnaval. Segundo Caique, rapaz envolvido no fato, eles chegaram a discutir instantes antes, mas já estava a caminho de casa quando o trânsito foi interrompido pela aglomeração de pessoas e fluxo de veículos nos dois sentidos da via.

Neste momento, ele relata que viu Cabral vindo em sua direção pelo retrovisor para tirar satisfação, momento em que desceu do carro e quando ele chegou bem perto, desferiu o soco. Disse que não sabia quem era o homem que agrediu, que estava arrependido do ato impulsivo e que foi embora para casa logo em seguida.

Caíque disse ainda que só se deu conta do tamanho da confusão quando chegou em casa e recebeu mensagens de amigos dizendo que o homem agredido era o sargento aposentado Cabral.

No vídeo divulgado, o rapaz diz que vem sofrendo ameaças e que soube até da veiculação de áudios em emissoras de rádio e cidades da região de Guanambi com ameaças de policiais. "Eu estou recebendo ameaças no Facebook, estou recebendo áudios. Inclusive tem áudio de policial em rádio da região, não são rádios de Guanambi, falando que sou um finado, que eu pudesse gravar um vídeo pós-morte. Eu não quero gravar um vídeo pós-morte, eu quero gravar um vídeo para me retratar, para me desculpar", explicou.

Caíque relatou que foi criado em frente à sede do 17º Batalhão de Policia Militar de Guanambi (17º BPM) e que nunca teve problema com nenhum policial. "Eu conheço muitos policiais, eu tenho amizade com muitos policiais. Nunca tratei ninguém mal, nunca faltei com respeito.

O responsável pela agressão disse também que trabalha de carteira assinada e que fazia trabalhos informais durante a noite, mas não está mais podendo sair de casa. Por fim, ele pediu que o comando do 17º BPM intervenha para resolver a situação para que as ameaças parem e não se concretizem.

A Polícia Militar e a Secretaria de Segurança Pública ainda não se pronunciaram sobre o ocorrido. Um amigo de Caíque disse que ele saiu temporariamente da cidade com medo das ameaças.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -