Câmara de Vitória da Conquista rejeitou Moção de Congratulação à ‘Carta em defesa da Democracia’

- Advertisement -

Últimas Notícias

Tiago Marqueshttps://agenciasertao.com/
Tiago Marques é redator e editor do site Agência Sertão. Trabalha com produção de conteúdo noticioso para rádio e internet desde 2015.
- Advertisement -

A maioria dos vereadores de Vitória da Conquista votou contra uma proposta de Moção de Congratulação à Faculdade de Direita da Universidade de São Paulo (USP), pela elaboração do documento intitulado “Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito“.

O pedido foi proposto pela vereadora Viviane Sampaio (PT). Dos 21 parlamentares, 10 foram contrários à moção ao texto que fala que o país vive um “momento de imenso perigo para a normalidade democrática, risco às instituições da República e insinuações de desacato ao resultado das eleições”. Como três parlamentares se ausentaram e um se absteve, a proposta foi arquivada.

A carta foi elaborada por juristas brasileiros diante do que consideram ameaças feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o sistema eleitoral do país. Intelectuais, artistas, empresários e políticos assinaram o documento, lido recentemente em um evento na USP e simultaneamente em várias partes do Brasil.

De acordo com o site Avoador, votaram a favor da proposta os vereadores Fernando Jacaré (PT), Alexandre Xandó (PT), Valdemir Dias (PT), Luciano Gomes (PCdoB), Ricardo Babão (PCdoB) e Anderson (PCdoB), além da autora da proposta e de Luís Carlos Dudé (MDB), presidente da Casa.

Os que votaram contra foram os vereadores Augusto Cândido (PSDB), Dinho dos Campinhos (PP), Ivan Cordeiro (PTB), Adinilson Pereira (MDB), Hermínio Oliveira (PODE), Nildo Freitas (PSC), Chico Estrela (PTC), Sub Tenente Muniz (Avante), Bibia (MDB) e Orlando filho (PRTB).

Em defesa de sua opção de voto, o vereador Augusto Cândido disse que “essa carta não significa nada em termos de democracia. São pessoas que estão fazendo de tudo pelo poder e estão perdendo, se segurando em uma tábua de salvação que já afundou”.

A vereadora Viviane Sampaio disse que já esperava a reprovação. “Eu já sabia como iria se dar a discussão. Vocês têm que votar contra mesmo, porque se votassem a favor estariam indo contra ao que defendem. Nós temos aqui um parlamento ultraconservador, e a sociedade de Vitória da Conquista precisa observar o que acontece aqui dentro”, comentou.

A reportagem do referido site lembra que esta não foi a primeira vez que o posicionamento conservador venceu uma votação na Câmara de Vitória da Conquista. Em 2021, houve a reprovação de uma sessão comemorativa dos 100 anos do pedagogo Paulo Freire.

No mesmo ano, também foi apresentada uma Moção de Repúdio contra o DC Comics, em que há um personagem dos quadrinhos de Superman como bissexual.

- Advertisement -
- Advertisement -

Relacionadas

Deixe uma resposta

- Advertisement -

Mais Lidas

- Advertisement -