25.6 C
Guanambi
20.6 C
Vitória da Conquista

Após prorrogação da Campanha de Vacinação, Guanambi terá novo dia D contra a Polio

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

A prefeitura de Guanambi divulgou, nesta sexta-feira (16), que será no dia 24 de setembro o próximo dia D da Campanha de Vacinação com a Poliomielite e a de Multivacinação, que atualiza a caderneta de crianças e adolescentes de 15 anos. A campanha foi prorrogada pelo Ministério da Saúde em todo o país devido à baixa cobertura vacinal.

A nova data limite da campanha é o dia 30 de setembro. Até lá, o Ministério da Saúde (MS) pretende aumentar a coberta vacinação que deve ser, idealmente, de pelo menos 95%. De acordo com a prefeitura, no município de Guanambi a cobertura média está em 50%, muito aquém do desejado.

A mobilização do dia D, no dia 24 de setembro (sábado), acontecerá entre 08h a 16h, em todas a Unidades Básicas de Saúde, com exceção das UBS’s dos Bairros São Sebastião, Brasília e Alvorada.

Após prorrogação da Campanha de Vacinação, Guanambi terá novo dia D contra a Polio
Reprodução

A criança de 1 a 4 anos receberá a vacina da polio: uma dose da Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenha recebido as três doses da Vacina Inativada (VIP) do esquema básico. Além disso é possível, também, atualizar a situação Vacinal.

Para crianças e adolescentes até 15 anos, os postos de saúde vão ofertar cerca de 20 vacinas do Calendário Nacional de Vacinação, do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Além da proteção contra a Poliomielite, serão aplicados imunizantes contra doenças como Sarampo, Caxumba, Rubéola, Hepatite A, Febre amarela e HPV.

A Poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes, ou ainda com água ou alimentos contaminados com as fezes de pessoas doente. A doença provocar ou não paralisia.

Devido a pólio, na última sexta-feira (9), a governadora do estado americano de Nova York decretou estado de emergência. Essa ação servirá para expandir a vacinação local. O estado teve um caso da doença diagnosticado em julho de 2022, mas uma pequisa detectou que, antes disso, o vírus já estava em circulação, colocando toda a população em risco.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias