28.2 C
Guanambi
24.7 C
Vitória da Conquista

Programa Futuras Cientistas está com inscrições abertas a partir desta segunda

- -

Últimas Notícias

O Futuras Cientistas está com inscrições abertas a partir desta segunda-feira (19). O programa é uma iniciativa do Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene) que estimula o contato de alunas e professoras da rede pública de ensino com as áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

As inscrições podem ser feitas até dia 10 de outubro, pela internet através do site do Cetene. De acordo com o órgão, o edital foi publicado no Diário da União desta segunda e todas as informações estarão disponível em sua página oficial.

A partir do ano que vem, o programa Futuras Cientistas chegará a todos os estados do país e ao Distrito Federal. Serão ofertadas 470 vagas para alunas do 2º ano do ensino médio e para professoras da rede pública.

Programa Futuras Cientistas 2023
Reprodução

O objetivo do programa é inserir meninas e professoras nas ciências e contribuir com a equidade de gênero no mercado profissional. O Futuras Cientistas tem quatro módulos sendo que o primeiro deles, sempre no período de férias escolares.

As participantes têm acesso a laboratórios de pesquisa e conhecem de perto o cotidiano de cientistas. O programa consta de 4 frentes de ação: Imersão Científica, Banca de Estudos, Mentoria e Estágios. As participantes recebem um auxílio de R$ 483.

A imersão será promovida em 25 estados brasileiros, dos dias 3 a 31 de janeiro. As exceções são os estados do Acre, com atividades programadas de 20 de janeiro a 17 de fevereiro, e do Pará, de 6 a 24 de fevereiro; devido diferenças no calendário letivo dessas duas unidades federativas.

Das vagas disponíveis, 160 são destinadas a alunas matriculadas em escolas regulares, 160 a estudantes de tempo integral, semi-integral ou do ensino técnico. As docentes contarão com 150 vagas e, no escopo geral, 10% das vagas são destinadas preferencialmente a pessoas com deficiência.

Com o desenvolvimento do pensamento e de atividades científicas transdisciplinares, é possível reduzir as barreiras para o acesso e permanência de meninas e mulheres nos espaços científicos.

Em 10 anos, 70% das participantes do programa foram aprovadas no vestibular. Destas, 80% escolheram cursos nas áreas de Ciência e Tecnologia. Durante esse período, 205 alunas e professoras das redes públicas de ensino da Paraíba, de Pernambuco e de Sergipe passaram pelo programa.

As frentes de atuação têm início no ensino médio, entretanto seguem até o ensino superior. O Programa, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- -

Mais Lidas