20 C
Guanambi
17.9 C
Vitória da Conquista

Em comemoração aos 521 anos de sua descoberta, rio São Francisco ganha soltura de 20 mil alevinos

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Uma ação simbólica de peixamento em celebração aos 521 anos de descobrimento do Rio São Francisco foi realizada pela Codevasf, na manhã desta terça-feira (4). Cerca de 20 mil peixes alevinos da espécie piau foram soltos na Orla de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, como forma de preservação do maior patrimônio natural do Vale do São Francisco.

Passando por cinco estados brasileiros, como Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, o rio São Francisco é conhecido como o rio da integração nacional e tem mais 2.300 quilômetros de extensão.

Símbolo de prosperidade que garante vida aos ribeirinhos, o Velho Chico, como é carinhosamente conhecido, foi agraciado com novos moradores, cerca de 20 mil alevinos da espécie piau.

O momento representa mais do que uma contribuição para o Velho Chico, lembrando que a população deve fazer a sua parte para garantir a preservação do maior patrimônio natural do Vale do São Francisco, como destaca o engenheiro de pesca, Rozzanno Figueiredo.

Essa é uma simbologia muito importante, porque nós estamos dando de presente para o rio a vida. Então que as pessoas tenham um cuidado maior com o rio para que a gente possa, da mesma forma que ele nos traz vida, também devolver o que ele nos dá”, finaliza.

A ação de peixamento é realizada pela Codevasf que, por ano, coordena a soltura de cerca de 600 mil alevinos. Os peixes são nativos e criados em viveiros, com controle de alimentos, temperatura e qualidade da água.

Webnário

Os 521 Anos serão marcados com o webinário “25 anos da Lei das Águas”, a partir das 17 horas, no canal do CBHSF no Youtube. O coordenador da CCR Baixo São Francisco, Anivaldo Miranda, e a promotora de Justiça do Ministério Público Estadual da Bahia, Luciana Khoury, com a mediação do advogado e membro da Câmara Técnica Institucional e Legal (CTIL), do CBHSF, debaterão os avanço e desafios da Lei 9.433/97, a Lei das Águas, que completa este ano 25 anos de sua promulgação.

O II Seminário de Pesca Artesanal da Bacia do Rio São Francisco acontece em Buritizeiro, entre quarta-feira (5) e quinta-feira. O evento acontece na Pousada Sertão Veredas, a partir das 9h, o II Seminário de Pesca Artesanal da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O evento é uma realização do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e tem o apoio técnico da Agência Peixe Vivo.

O objetivo é discutir a realidade e construir estratégias para o fortalecimento da pesca artesanal no Rio São Francisco. No primeiro dia de programação, serão realizadas apresentações e discussões de assuntos como Impactos dos Agrotóxicos na Saúde e no Meio Ambiente, possíveis impactos da UHE Formoso na pesca artesanal, vazões, cheias, expedições e apresentações culturais.

O segundo dia será marcado pela formação de grupos de trabalho das diversas delegações de pescadores artesanais da bacia do rio São Francisco, além de uma apresentação sobre as lagoas marginais do rio São Francisco. Com este encontro, o Comitê pretende atrair os pescadores para a luta conjunta em defesa da revitalização do Rio São Francisco e do uso racional das suas águas.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias