21.1 C
Guanambi
17.7 C
Vitória da Conquista

Barraginhas ajudam a diminuir erosões e a reter água no lençol freático em sub-bacias do rio São Francisco

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Um programa da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa-MG), da Emater-MG e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do são Francisco e Parnaíba (Codevasf) está ajudando na revitalização das sub-bacias Hidrográficas do rio São Francisco.

Nesta etapa do programa realizada em 2022, foram investidos cerca de R$ 1,82 milhão beneficiando 7 municípios mineiros. Foram construídas 2.460 barraginhas, 175 quilômetros de terraços, além da adequação ambiental de mais de 12 quilômetros de estradas vicinais.

De acordo com o Governo de Minas, com a chegada do período chuvoso, as obras estão finalizadas em tempo hábil para desempenhar a sua principal função: aproveitar, de forma eficiente, a água das chuvas, que se perderiam, deixando no solo um rastro de erosões, nas cidades de Campos Altos, São Gotardo, Glaucilândia, Engenheiro Navarro, Jequitaí, Tiros e Varjão de Minas.

Desde o início do programa em 2008 até o momento, 148 municípios já foram beneficiados com ações de revitalização em mais de 140 sub-bacias e investimentos de aproximadamente R$ 32 milhões, com a contrapartida de 10% do Governo do Estado.

“O programa consta no Plano Plurianual de Ação Governamental do Estado (PPAG) e é resultado de parceria entre o Governo de Minas, por meio da Seapa e da Emater-MG, e o Ministério da Integração Nacional, por meio da Codevasf”, explica o Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seapa, João Denilson Oliveira.

A Emater-MG atua na mobilização dos produtores e na escolha dos locais mais adequados para a execução das obras, além do contato com as prefeituras e com os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS).

Segundo o Diretor de Desenvolvimento Rural Sustentável da Seapa Roberth Rodrigues e Silva, o programa desenvolve ações fundamentais não só para revitalização do ‘Velho Chico’ como para o desenvolvimento rural sustentável da região onde as barraginhas são implantadas.

“Estas intervenções promovem a infiltração de água no solo com a consequente melhoria na qualidade e quantidade da água nas sub-bacias, contribuindo para a manutenção da vazão nos córregos e rios, além de garantir o abastecimento humano, a oferta de água para os animais e a manutenção de pequenas culturas durante quase todo o ano. Com a chegada da temporada das chuvas, a entrega das ações vai garantir a colheita da água em tempo hábil.

Barraginhas

Carro-chefe das ações do programa, as barraginhas são pequenas valas de drenagem escavadas no solo em forma de círculo ou meia lua. Ao reter a água de uma chuva intensa, o sistema favorece a recarrega do lençol freático. Quanto mais rápido essa água se infiltrar no solo, mais eficiente será o sistema, na medida em que fica apto para colher as próximas chuvas.

Ações Complementares

Lençol freático recarregado significa mananciais, nascentes, cacimbas e córregos abastecidos. Além do efeito positivo da ação das barraginhas, o Programa de Revitalização das Sub-bacias do rio São Francisco desenvolve ações complementares como a proteção de nascentes, de matas ciliares e de topo, adequação ambiental de estradas vicinais e construção de curvas de nível, complementando o círculo das boas práticas para o desenvolvimento de uma agricultura sustentável.

“Água e solo fértil são algumas das principais condições para o desenvolvimento de uma agricultura sustentável, garantindo produção de alimentos de qualidade e geração de renda no campo”, afirma o Diretor de Desenvolvimento Rural Sustentável da Seapa Roberth Silva.

A Secretaria de Agricultura produziu um vídeo sobre as ações do programa, que pode ser assistido abaixo:

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias