20.6 C
Guanambi
16.9 C
Vitória da Conquista

Polícia desarticulou laboratório e apreendeu armas, 200 quilos de maconha e mil porções de cocaína e crack em Salvador

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Uma operação conjunta do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) e da Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter) desativou, nesta segunda-feira (31), um laboratório e apreendeu cerca de 200 quilos de maconha, mil porções de cocaína e crack e materiais usados para fracionar e embalar entorpecentes, na praia do Cantagalo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSp-BA), as drogas estavam em um imóvel utilizado por integrantes do grupo criminoso envolvido na morte do policial civil Fábio Malvar.

Uma pistola 9 mm, que pode ter sido usada no homicídio do investigador, uma espingarda 12 mm de fabricação turca e com três carregadores, 141 munições de diferentes calibres, cinco balanças, uma serra industrial para fracionar tabletes de maconha, caderno com anotações do tráfico, duas motos e três celulares também foram apreendidos no local.

O material foi apresentado na sede do DCCP e será encaminhado à perícia, no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

“A ação de hoje foi decorrente das investigações da morte de Fábio Malvar. Várias diligências estão sendo realizadas diariamente para identificar todos os integrantes da quadrilha e prender os envolvidos diretamente na morte do colega”, ressaltou o diretor do DCCP, delegado Arthur Gallas.

Entenda o caso

O homem apontado como autor dos disparos que mataram Fábio Malvar de Moraes, no último dia 23, na Calçada, foi localizado no município de Coaraci, na sexta-feira (28), durante ação conjunta do DCCP e do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Carlos Alberto Conceição Caetano, mais conhecido como ‘Rabicó’, trocou tiros com os policiais, mas não resistiu. Uma arma, munições e maconha foram apreendidas com ele.

Outros dois comparsas do criminoso foram localizados na praia do Cantagalo, no dia 24, durante operação do DCCP e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Dois revólveres calibres 38 foram apreendidos com a dupla e serão submetidos ao Ibis (Sistema de Identificação Balística), para verificar se também foram usados no homicídio do investigador.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias