23.4 C
Guanambi
18.1 C
Vitória da Conquista

No Dia de Finados, bolsonaristas cantam e oram em frente ao Tiro de Guerra em Vitória da Conquista

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Alguns bolsonaristas de Vitória da Conquista continuam esperançosos por uma reviravolta no resultado da eleições do último domingo (30). Jair Bolsonaro (PL) foi derrotado por Lula (PT) por uma diferença de mais de dois milhões de votos e deixará a presidência no dia 1º de janeiro.

Nesta quarta-feira (2), feriado do Dia de Finados, data em que os cristãos, principalmente católicos, guardam para visitar os cemitérios e homenagear os entes queridos,  um grupo protestou em frente à sede do Tiro de Guerra contra a derrota do presidente em sua tentativa de reeleição.

Eles estavam vestidos com camisas amarelas e portavam bandeiras do Brasil. Um vídeo publicado pelo Blog do Caique Santos mostra que, em determinado momento do ato, todos se ajoelharam. Houve reprodução de músicas relacionadas ao exército e religiosas, entoadas pelos manifestantes.

Para os participantes do ato, o resultado da eleição não foi justo e eles pedem que haja uma intervenção militar no país. O protesto tem a mesma pauta de centenas de bloqueios de rodovias que vem ocorrendo em todo o país desde a proclamação do resultado das urnas.

Na segunda-feira (31), a BR-116 chegou a ficar interditada em dois pontos por alguns instantes na cidade. Um grupo tentou convencer caminhoneiros a aderir à manifestação, no entanto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) interveio e convenceu os manifestantes a liberar a pista.

Bolsonaro demorou 45 horas para se pronunciar oficialmente sobre o resultado das eleições. Na tarde desta terça-feira (1º) ele convocou a imprensa no Palácio do Planalto e agradeceu pelos 58 milhões de votos, mas não parabenizou Lula pela vitória.

Sobre o bloqueio nas estradas, Bolsonaro disse que entende a revolta dos manifestantes, mas que este não deve ser o método para protestar.

Saudação Nazista em Santa Catarina

São várias cidades do Brasil com registros de atos nesta quarta-feira. Em um deles, em São Miguel do Oeste, Santa Catarina, os manifestantes fizeram a saudação nazista “Sieg Heil”, uma espécie de reverência que era feita a Adolf Hitler na Alemanha.

O gesto coletivo ocorreu em frente à sede do ‘4º Regimento de Cavalaria Mecanizado, base do Exército na cidade

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias