28 C
Guanambi
23.3 C
Vitória da Conquista

Publicada em revista internacional pesquisa que traçou perfil de infectados por Covid em Vitória da Conquista

Mais Lidas

https://materiais.henet.com.br/guanambi

Durante o pico da pandemia da Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Vitória da Conquista além de desenvolver as ações de vigilância e cuidado aos munícipes, solidificou a parceria com a Universidade Federal da Bahia (Ufba), campus local, no desenvolvimento de trabalhos científicos para avaliar os dados do avanço da doença em Vitória da Conquista.

Um desses trabalhos foi divulgado na Viruses, revista científica de grande impacto internacional, com os resultados de uma pesquisa realizada com amostras de 782 pacientes de Vitória da Conquista que tiveram diagnóstico positivo para Covid-19, no período de março de 2020 a agosto de 2021. As amostras coletadas foram encaminhadas pelo Lacen Municipal à universidade, onde a equipe de pesquisa fez o sequenciamento genético e comparações dos padrões gênicos das amostras coletadas.

De acordo com o professor da Ufba que conduziu a pesquisa, Lucas Marques, o artigo compilou dados de um período da pandemia no município e foram observadas várias características, principalmente sociodemográficas e clínicas dessas pessoas. “Conseguimos chegar ao resultado de que o grupo de pessoas que foi a óbito era, matematicamente, composto principalmente por homens que tinham mais de uma comorbidade – diabetes, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) – e que tiveram uma quantidade de vírus alta”, explicou o professor.

No laboratório, a equipe de pesquisa fez a análise e comparação de amostras de pacientes que foram a óbitos com aqueles que foram assintomáticos, tiveram sintomas leves e também quem teve Covid mais grave, mas não foi a óbito. Nas análises foi visto que as pessoas que foram a óbito tinha uma estado de inflamação pulmonar muito mais severo do que os demais, e isso influenciou muito para que esses pacientes fossem a óbito.

“Além disso, a gente juntou com os dados do sequenciamento, que fomos vendo quais variantes que foram entrando, principalmente as variantes Gamma, depois Beta e todas as outras que foram entrando no município. E trabalhamos com a principal período da pandemia, quando ainda não tinha oferta total de vacinas”, complementou Lucas.

O farmacêutico Pablo Maciel, que participando do processo de pesquisa pela SMS, afirmou que o trabalho conjunto com a Ufba é importante para o desenvolvimento de políticas públicas assertivas que possam preservar vidas. “A atuação da Vigilância Epidemiológica e o sequenciamento genético realizado pela Ufba contribuiu para conhecer o avanço da doença e orientar a gestão municipal a adotar as melhores medidas para reduzir danos e óbitos pela Covid-19”, pontuou o farmacêutico.

O artigo e pesquisas foram feitos com diversas contribuições, desde o Lacen Municipal, Diretoria da Vigilância em Saúde, Vigilância Epidemiológica (Viep), Fiocruz, USF e Unesp, que colaboraram para que o artigo fosse publicado na Viruses, que é uma das melhores e mais conceituadas revistas da área de Virologia no mundo.

Para ter acesso à pesquisa, acesse o link: Análise retrospectiva do perfil de infecção por SARS-CoV-2 em pacientes positivos para COVID-19 em Vitória da Conquista, Nordeste do Brasil

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas Notícias