20.6 C
Guanambi
18.3 C
Vitória da Conquista

Governo lançou cinco editais de financiamento a projetos de inovação e sustentabilidade

Mais Lidas

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) anunciou nesta quinta-feira (30) que o Governo Federal lançará cinco editais do programa Mais Inovação Brasil para financiar projetos nas áreas da transição energética, bioeconomia, infraestrutura e mobilidade. No total, os editais representam o investimento total de R$ 20,85 bilhões, sendo R$ 10 bilhões do BNDES, R$ 10 bilhões da Finep e R$ 850 milhões em subvenção econômica.

Conforme informações do Ministério, o valor integra os R$ 60 bilhões já anunciados para o Mais Inovação Brasil no âmbito do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial.

Fruto de uma ação conjunta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Finep e BNDES, o programa Mais Inovação Brasil é uma das iniciativas mais relevantes da nova política industrial do país.

“O anúncio concretiza a execução da nova política industrial do país, que prioriza projetos inovadores e sustentáveis, possibilitando um salto em nossa economia, especialmente em áreas em que temos todas as condições de ser protagonistas, como bioeconomia, energias renováveis e mobilidade”, afirma o presidente em exercício e ministro do MDIC, Geraldo Alckmin.

O anúncio foi feito pela ministra do MCTI, Luciana Santos, em entrevista coletiva em Dubai, na COP 28. O lançamento formal dos editais ocorrerá nesta sexta (1º), no estande da Confederação Nacional da Indústria na conferência.

A ministra do MCTI afirmou que a industrialização do país deve estar apoiada na inovação e alinhada aos desafios da agenda climática e ambiental, da transição energética e da transformação digital.

“Os recursos em subvenção econômica serão disponibilizados para as empresas realizarem seus projetos mais arriscados. Isso porque o Estado precisa compartilhar o risco tecnológico com o setor produtivo, para que as empresas possam ir além e desenvolvam tecnologias de ponta para solucionar os problemas da tão necessária transição energética”, disse a ministra.

Com os editais, o governo apoia tecnologias para geração de energia a partir de fontes sustentáveis e para a produção, armazenamento, transporte e uso de hidrogênio de baixa emissão de carbono. Também estão no foco a biotecnologia aplicada a biocombustíveis e os combustíveis sustentáveis para aviação e transporte marítimo, além de projetos de descarbonização da mobilidade urbana e da aviação.

Editais

Os recursos totalizam R$ 20,85 bilhões, sendo:

R$ 10 bilhões em crédito pela Finep
R$ 10 bilhões em crédito pelo BNDES
R$ 850 milhões em subvenção econômica

Na área da Transição Energética e Bioeconomia, os editais contemplam duas linhas:

  • Mais Inovação Energias Renováveis: tecnologias para geração de energia a partir de fontes sustentáveis; tecnologias para a produção, armazenamento, transporte e uso de hidrogênio de baixa emissão de carbono; tecnologias para transmissão de energia e para segurança e resiliência do SIN; tecnologias para a captura, transporte, armazenamento, e/ou uso de CO2
  • Mais Inovação Bioeconomia: Biotecnologia aplicada biocombustíveis, Biocombustíveis, combustíveis sustentáveis para aviação e transporte marítimo, Bioprodutos e química verde

Já nas áreas de Infraestrutura e Mobilidade, serão contemplados projetos em três linhas:

  • Mais Inovação Mobilidade Sustentável: Tecnologias de Descarbonização do Transporte, Mobilidade Urbana Verde e Inteligente
  • Mais Inovação Mobilidade Aérea – Aviação Sustentável: Tecnologias para Aviação mais sustentável, descarbonização do transporte aéreo, desenvolvimento de tecnologias de voos mais autônomos
  • Mais Inovação Resíduos Urbanos e Industriais: Aproveitamento de Resíduos Sólidos Urbanos e Resíduos Industriais, Soluções Sustentáveis para Saneamento, Moradia Popular e Infraestrutura.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Últimas